segunda-feira, 22 de março de 2010

O Botafogo no Voleibol Adulto Feminino

por Claudio Falcão

O voleibol adulto feminino do Botafogo não obteve através dos tempos o mesmo sucesso que o masculino. Ainda assim conquistou o campeonato carioca/estadual por oito vezes (1939-1940, 1946-1947-1948, 1950, 1964 e 1995), muito embora o site da Federação só relacione as duas últimas conquistas. Esse assunto foi por mim abordado em http://datafogo.blogspot.com/2010/02/os-titulos-esquecidos-do-voleibol.html. Seria de todo louvável que a FEVERJ revisse seus arquivos e incluísse os seis primeiros títulos no rol de campeonatos do Botafogo.

E também por seis vezes o nosso Feminino conquistou o Torneio de Apresentação dos chamados Primeiros Quadros (1940, 1945, 1948-1949, 1965-1966).

No presente artigo estão mencionados os elencos campeões de 1964 e 1995.

Em 1964 a conquista das moças do Glorioso foi concretizada com a vitória obtida a 25/06 sobre o Fuminense por 3 sets a 1 (15x12, 15x13, 8x15 e 15x8), aliás a única equipe a nos derrotar na competição, na partida do turno (2 x 3). Contando com a direção técnica de Nininho, sagraram-se campeãs cariocas as atletas Ana Célia Aranha Pinto Lowndes, Betty, Elma, Eunice Rondino, Francesca, Geórgia Vieira Santos (Géo), Isaura Marly Gama Álvares (Marly), Ivany Rondino, Márcia, Marilda de Araújo Gonçalves, Rita, Sônia e Carmem Valéria.


Elenco de 1964: em pé - técnico Nininho e as atletas
Géo, Marly, Elena, Betty, Rita, Eunice, Ivany e Márcia;
agachadas - Ana Célia, Marilda, Sônia e Francesca


Da esquerda para a direita, Géo, uma convidada,
Eunice Rondino com o troféu e Marly

Em 1995, comandadas pelo treinador Marcelo Bencardino, estas foram as atletas campeãs: Ana Maria Richa (de volta ao clube que a projetou), Claudinha, Joselene, Karla, Márcia Cristancho, Marina, Mayra, Roberta Jardim e Sabrina.

No mesmo ano essa equipe, reforçada pelas atletas Janina Déia Chagas da Conceição, integrante da seleção brasileira e ex-E.C. Pinheiros (SP) e Raquel, ex-C.R. Flamengo, conquistou numa seletiva em Belo Horizonte a única vaga do Rio de Janeiro para a disputa da Superliga Nacional de Voleibol, que contou com mais nove agremiações. Segundo pesquisas que fiz, salvo investigação mais apurada, essa foi a quarta vez que o voleibol feminino adulto botafoguense participou de uma competição nacional.

Elenco de 1995, para a disputa da Superliga Nacional

A primeira foi em 1973, na disputa do Troféu Brasil de Clubes Campeões e Vice-campeões, quando nos classificamos em quarto lugar, com o seguinte elenco: Regina Vilella dos Santos, Irene Coutinho, Rosita Garcia Madalen, Liany Maria, Nadir Alves Fernandes da Rosa, Rosemarie Else, Rejane de Castro Neves, Alice Maria, Maria Elizabeth Brauer (Beth), Laura Renault de Oliveira Travassos, Ruthnalda e Maria Isabel Brazil Protásio.

A segunda foi em 1983, na competição então denominada de Campeonato Brasileiro/Copa Marlboro, quando o Alvinegro alcançou a terceira fase da disputa, o que lhe garantiu situar-se entre as nove melhores equipes adultas do Brasil, não conseguindo, no entanto, a classificação para as semifinais. Seu técnico era o ex-jogador Marco Aurélio Motta, sendo o grupo composto basicamente por atletas juvenis, destacando-se Ana Richa, então com 16 anos, a qual voltaria a competir pelo Clube em 1995. Também participaram desse campeonato as atletas Adriana Samuel e Denise Ferreira Souza, que mais tarde foram companheiras de Ana Richa na seleção nacional, completando o sexteto base com Andréa, Cláudia Richa e Fátima. Algumas suplentes eram Simone, Magali, Liliane e Andreinha.

A terceira foi em 1991/1992, agora na Liga Nacional, após habilitar-se em uma seletiva, tendo na equipe base as atletas Jacqueline Torelli, Ellen Miranda da Costa, Denise (a mesma de 1983), Roseli Ana Timm, Maria Patrícia Marques Santos e Regina Vilella (a mesma de 1973), sob o comando do técnico Cláudio Lopes. A seguir, para a disputa da Liga com mais sete agremiações, chegaram Ana Margarida Álvares (Ida), da seleção brasileira, Ricarda Raquel Barbosa Lima, Ingrid de Oliveira Gomes, Fernanda Mascigrande e Cristina, saindo Jacqueline Torelli e assumindo a direção técnica o experiente Jorge Bittencourt. Desconheço, no entanto, a classificação final do Glorioso.

Elenco para a disputa da Liga Nacional 1991/92

[Fontes: Botafogo F.R., Revista Botafogo, Jornal do Brasil, O Globo, Diário Mercantil e Diário da Tarde (Juiz de Fora) e Jornal dos Sports.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário