quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Aída dos Santos, Grande Destaque do Atletismo Botafoguense e Brasileiro

pesquisa de Claudio Falcão


Aída dos Santos certamente foi a maior expressão do atletismo botafoguense em todos os tempos. Seu nome completo é Aída dos Santos Menezes, tendo nascido em Niterói (RJ) a 1º de março de 1937.

Sagrou-se em novembro de 1971 decacampeã carioca no pentatlo, sendo nos dois primeiros anos competindo pelo C.R. Vasco da Gama e nos oito anos seguintes defendendo as cores do Botafogo F.R. [O Globo - Edição Esportiva, 15/11/1971 - pág. 10.]

Como atleta botafoguense competiu nos Jogos Olímpicos de Tóquio (1964), classificando-se em quarto lugar na prova do salto em altura, com a marca de 1,74m, sendo a única mulher (atleta) na delegação brasileira. Participou também das Olimpíadas do México (1968), alcançando o 20º lugar no pentatlo (4.578 pontos) - recorde sul-americano.

Esteve presente nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg - Canadá (1967) e de Cáli - Colômbia (1971), em ambas as ocasiões obtendo a medalha de bronze no pentatlo (4.531 e 3.887 pontos, respectivamente), representando de forma admirável o Alvinegro carioca.

Graduada em Educação Física e em Pedagogia, foi professora da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal Fluminense, cuja pista de atletismo leva o seu nome. A Profª Aída é mãe da atleta de voleibol Valeska dos Santos Menezes (Valeskinha). Foi laureada com o título de emérita do Botafogo de Futebol e Regatas (1966) e de benemérita em 1995, mantendo desde 2006 na região de Niterói-São Gonçalo o Instituto Aída dos Santos, voltado para a prática de atletismo e voleibol para crianças. Também em 2006 foi homenageada com o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, por sua importância como atleta.

Fontes:

domingo, 24 de outubro de 2010

No Futebol o Botafogo foi Campeão do Torneio da Amizade (Veracruz/México) - 1990

pesquisa de Claudio Falcão e Pedro Varanda


Disputado em 1990 na cidade mexicana de Veracruz e contando com a participação do tradicional Real Madrid, que surpreendentemente terminou a competição em quarto e último lugar, o Botafogo conquistou o Torneio da Amizade, cujos detalhes seguem adiante:

27/05 - Veracruz (MÉX) 0 x 2 Botafogo (BRA)
31/05 - UNAM (MÉX) 3 x 2 Real Madrid (ESP)
02/06 - Botafogo (BRA) 2 x 0 UNAM (MÉX)
02/06 - Real Madrid (ESP) 2 x 4 Veracruz (MÉX)

COLOCAÇÃO:
Botafogo (campeão) - 4 PG
2º UNAM (vice) - 2 PG
3º Veracruz - 2 PG
4º Real Madrid - 0 PG

BOTAFOGO 2 x 0 VERACRUZ (MÉX)
Data: 27/05/1990
Local: Luiz P. Fuente, Veracruz
Árbitro: León Padró Borja
Competição: Torneio da Amizade
Botafogo: Ricardo Cruz, Paulo Roberto, Wilson Gottardo, Gonçalves e Renato Martins; Carlos Alberto Santos, Luisinho (Paulinho Criciúma) e Djair; Carlos Alberto Dias (Jocimar), Valdeir (Cosme) e Gustavo (Donizete). Técnico: Eduardo Antunes Coimbra "Edu". Banco de reservas: Gabriel, Wanderley, Jocimar, Paulinho Criciúma, Donizete, Washington e Cosme.
Veracruz: López Vega, Castañon, Rergis, Osorio e Ruiz (Santana); Barra, Palma e Rocha; Moses (Gambier), Comas e Ledezma. Técnico: ?
Gols: Paulo Roberto, aos 53' e Djair, aos 88'
Obs.: Segundo El Informador, do México, Wanderley substituiu Valdeir.
Fontes: Botafogo F.R. e El Informador

BOTAFOGO 2 x 0 UNAM PUMAS (MÉX)
Data: 02/06/1990
Local: Luiz P. Fuente, Veracruz
Árbitro: Marco Antonio Miranda
Competição: Torneio da Amizade (Botafogo campeão)
Botafogo: Ricardo Cruz, Paulo Roberto, Wilson Gottardo, Gonçalves e Renato Martins; Carlos Alberto Santos (Jocimar), Luisinho e Djair; Carlos Alberto Dias, Valdeir e Gustavo (Donizete). Técnico: Eduardo Antunes Coimbra "Edu"
Universidad Nacional Autonôma do México (UNAM): Rios (Bernal), Ramirez Perales, Nava (Medina), Salgado e Suarez (Castillo); Vasquez, Miguel España e Negrete; Vera (Patino), Campos (Aisdrahi) e Garcia. Técnico: ?
Gols: Carlos Alberto Dias, aos 21' (1º tempo) e Valdeir, aos 26' (2º tempo)
Obs.: Donizete, Luisinho e Miguel España foram expulsos.
Fonte: Jornal do Brasil

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Passagem de Leônidas da Silva, o "Diamante Negro", pelo Botafogo

dados estatísticos e súmulas: Pedro Varanda; texto: Claudio Falcão

Leônidas da Silva - nascimento: 06/09/1913; falecimento: 24/01/2004.

Leônidas foi contratado pelo Botafogo em junho/1935. Naquela ocasião ele encontrava-se "à disposição da CBD" (Alceu Mendes de Oliveira Castro, em 'O Futebol no Botafogo - 1904-1950').

Leônidas da Silva atuou em 38 jogos pelo Glorioso, marcando 22 gols, entre 1935 e 1936, sendo campeão carioca em 1935 (ano do tetracampeonato do Botafogo).

O mesmo foi negociado com o C.R. Flamengo em julho/1936 "por cinco contos de réis" (Alceu Mendes de Oliveira Castro, na obra acima citada).

Grupo do Botafogo na excursão à América do Norte, em 1936,
vendo-se Leônidas da Silva (1º jogador em pé, à esquerda)

Seguem as súmulas das estreias (em amistoso e no campeonato), de uma vitória sensacional sobre o Santos F.C. e de sua última partida pelo Botafogo:

BOTAFOGO 6 x 3 BANGU
Data: 02/06/1935
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Virgílio Fedrighi
Competição: Amistoso
Botafogo: Alberto, Albino e Nariz; Affonso, Martim e Canalli; Álvaro, Caldeira (Leônidas da Silva), Carvalho Leite, Nilo e Patesko
Bangu: Euro, Mário e Né (Sá Pinto); Brilhante, Manoelzinho (Paulista) e Médio; Luizinho, Buza, Plácido, Julinho e Dininho
Gols: Nilo, Julinho, Plácido, Nilo e Carvalho Leite (1º tempo); Carvalho Leite, de cabeça, Carvalho Leite, Carvalho Leite e Julinho (2º tempo) 
Obs.: 1) Estreia de Leônidas da Silva; 2) Faltando 5' para o fim do cotejo, Álvaro e Sá Pinto brigam, a equipe do Bangu retira-se de campo e acaba a partida; 3) Né = Ernesto Moreira Arantes.
Fontes: A Noite e Jornal do Brasil

BOTAFOGO 4 x 1 CARIOCA
Data: 07/07/1935
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Lóris Valdetaro Cordovil
Competição: Campeonato Carioca
Botafogo: Alberto, Octacílio e Nariz; Affonso, Martim e Canalli; Álvaro, Leônidas da Silva, Carvalho Leite, Russinho e Patesko
Carioca: Jaguaré, Lino e Vianna; Jayme (Bené), Otto e Alcides; Roberto, Deco, Moacyr, Gentil e Popó
Gols: Vianna, Carvalho Leite e Patesko (1º tempo); Álvaro e Carvalho Leite (2º tempo)
Obs.: 1) Estreia em jogos oficiais de Leônidas da Silva e Moacyr de Siqueira Queiroz (Russinho); 2) Álvaro cobrou um pênalti na trave.
Fontes: Jornal dos Sports e O Jornal

BOTAFOGO 9 x 2 SANTOS
Data: 03/08/1935
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Thomaz Cicarelli
Competição: Amistoso
Botafogo: Alberto, Albino e Nariz; Affonso, Martim e Canalli; Álvaro, Leônidas da Silva (Arthur), Carvalho Leite, Russinho e Patesko
Santos: Cyro (Lovecchi), Neves e Badu; Marteletti (Sandro), Ferreira e Jango; Victor, Mário, Delso, Araken e Junqueirinha
Gols: Russinho, Junqueirinha, Carvalho Leite, de cabeça, Leônidas da Silva e Patesko (1º tempo); Leônidas da Silva, Álvaro, Russinho, Carvalho Leite, Junqueirinha e Carvalho Leite, de cabeça (2º tempo)
Fontes: A Noite, Diário da Noite, Jornal dos Sports e O Jornal

Último jogo de Leônidas da Silva pelo Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 5 ANDARAHY
Data: 05/07/1936
Local: Barão de São Francisco, Rio de Janeiro
Competição: Campeonato Carioca
Botafogo: Alberto, Octacílio e Nariz; Affonso, Martim (Pirica) e Luciano (Zezé Moreira); Álvaro, Leônidas da Silva, Carvalho Leite, Russinho e Patesko
Gols do Botafogo: Carvalho Leite e Russinho
Obs.: Martim e Carvalho Leite foram expulsos.
Nota: Entre 1925 e 1940, pelos regulamentos da AMEA, FMD e LFRJ, jogador expulso era substituído.

TODOS OS GOLS DE LEÔNIDAS DA SILVA PELO BOTAFOGO:

03/08/1935 - Botafogo 9 x 2 Santos-SP (Amistoso). 2
25/08/1935 - Botafogo 1 x 2 Santos-SP (Amistoso). 1
Fonte: Jornal do Brasil
27/08/1935 - Botafogo 2 x 2 Santos-SP (Amistoso). 1
Fonte: O Jornal
01/09/1935 - Botafogo 2 x 2 São Cristóvão (Campeonato Carioca). 1
08/09/1935 - Botafogo 5 x 2 Tupi-MG (Amistoso). 1
Fontes: Correio da Manhã e Jornal dos Sports
22/09/1935 - Botafogo 6 x 4 Carioca (Campeonato Carioca). 2
29/09/1935 - Botafogo 3 x 3 Andarahy (Campeonato Carioca). 1
20/10/1935 - Botafogo 4 x 4 Botafogo-BA (Amistoso). 1
10/11/1935 - Botafogo 2 x 2 Madureira (Campeonato Carioca). 1
17/11/1935 - Botafogo 4 x 1 Olaria (Campeonato Carioca). 1
08/12/1935 - Botafogo 4 x 3 Olaria (Campeonato Carioca). 1
29/12/1935 - Botafogo 6 x 4 São Cristóvão (Campeonato Carioca). 1
19/01/1936 - Botafogo 3 x 1 Bangu (Campeonato Carioca). 1
08/03/1936 - Botafogo 1 x 0 Atlante-MÉX (Amistoso). 1
22/03/1936 - Botafogo 4 x 2 España-MÉX (Amistoso). 1
25/03/1936 - Botafogo 5 x 1 Obreros-MÉX (Amistoso). 4
16/04/1936 - Botafogo 3 x 3 Seleção dos EUA (Amistoso). 1
Fonte: A Noite, 17/04/1936

[Fontes: A Noite, A Tarde (Salvador), Correio da Manhã, Diário da Noite, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports, O Jornal e O Futebol no Botafogo - 1904-1950 (de Alceu Mendes de Oliveira Castro, editado em 1951).]

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Botafogo, Campeão do Torneio Pentagonal de Futebol da Costa Rica - 1986

pesquisa de Pedro Varanda


Com uma equipe composta por jogadores suplentes e juniores, o Botafogo conquistou em abril de 1986 o Torneio Pentagonal da Costa Rica. Na ocasião, a imprensa local e os organizadores da competição fizeram restrições ao fato de que o Alvinegro carioca não enviara àquele país os seus principais atletas, os quais estavam envolvidos na disputa do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro.

Resultados:
20/04 - Saprissa (C. RICA) 1 x 0 Seleção de Cuba
20/04 - Botafogo (BRA) 0 x 0 Puntarenas (C. RICA)
23/04 - Puntarenas (C. RICA) 2 x 1 Saprissa (C. RICA)
23/04 - Atlante (MÉX) 0 x 1 Seleção de Cuba
25/04 - Atlante (MÉX) 0 x 2 Botafogo (BRA)
25/04 - Seleção de Cuba 0 x 0 Puntarenas (C. RICA)
27/04 - Saprissa (C. RICA) 2 x 0 Atlante (MÉX)
27/04 - Seleção de Cuba 0 x 1 Botafogo (BRA)
29/04 - Puntarenas (C. RICA) 4 x 2 Atlante (MÉX)
29/04 - Botafogo (BRA) 2 x 0 Saprissa (C. RICA)

Nota - Colaborou com informações sobre os resultados: Gerardo Coto, da Costa Rica.
Fonte: La Nación, da Costa Rica

COLOCAÇÃO:
1º) Botafogo (campeão): PG - 7; J - 4; V - 3; E - 1; D - 0; GP - 5; GC - 0; SG - 5
2º) Puntarenas (vice): PG - 6; J - 4; V - 2; E - 2; D - 0; GP - 6; GC - 3; SG - 3
3º) Saprissa: PG - 4; J - 4; V - 2; E - 0; D - 2; GP - 4; GC - 4; SG - 0
4º) Seleção de Cuba: PG - 3; J - 4; V - 1; E - 1; D - 2; GP - 1; GC - 2; SG - -1
5º) Atlante: PG - 0; J - 4; V - 0; E - 0; D - 4; GP - 2; GC - 9; SG - -7

BOTAFOGO 0 x 0 PUNTARENAS (C. RICA)
Data: 20/04/1986
Local: Ricardo Saprissa, San José (Costa Rica)
Árbitro: José Luis Vargas
Assistentes: Guillermo Hernández e Carlos Luis Astúa
Competição: Pentagonal da Costa Rica
Botafogo: Laguzza, Rogério, Christiano, Zé Luiz Azevedo e Mânica; Demétrio, Isaac e Luiz Cláudio (Fabiano); Idevaldo (Alcides Silva), Rivelino e Cláudio (Lepe). Técnico: Kléber Camerino
Puntarenas: B. Duarte, R. Agüero, S. Angulo, R. Garcia, J. Aguirre, J. Badilla (R. Stepanovich), C. Toppings (D. Anderson), R. Ramirez (L. Galagarza), F. Arias, L. Flores e G. Rhoden (D. Morales). Técnico: Marvin Rodríguez
Fonte: Botafogo F.R.

BOTAFOGO 2 x 0 ATLANTE (MÉX)
Data: 25/04/1986
Local: Ricardo Saprissa, San José (Costa Rica)
Árbitro: Berny Ulloa
Assistentes: ?
Competição: Pentagonal da Costa Rica
Botafogo: Laguzza, Rogério, Christiano, Zé Luiz Azevedo e Mânica; Demétrio, Rivelino e Luiz Cláudio (Fabiano, aos 88'); Isaac (Zé Roberto, aos 61'), Idevaldo (Lepe, aos 75') e Alcides Silva. Técnico: Kléber Camerino
Atlante: Soto, Castañón, Vargas, Cisneros, Espinoza, Rico, Chocolate Garcia, Huertas (Gomez, depois Ramirez), Quintero, Manhrón e Casanovas. Técnico: J. Roca
Gols: Idevaldo, aos 68' e Zé Roberto, de pênalti
Fonte: La Nación

BOTAFOGO 1 x 0 SELEÇÃO DE CUBA
Data: 27/04/1986
Local: Ricardo Saprissa, San José (Costa Rica)
Árbitro: Guillermo Hernández
Assistentes: Guillermo Moya e Luis A. Cubero
Competição: Pentagonal da Costa Rica
Botafogo: Laguzza, Rogério, Christiano, Zé Luiz Azevedo e Mânica; Demétrio, Luiz Cláudio (Zé Roberto, aos 70') e Isaac; Idevaldo (Almeida, aos 83'), Rivelino (Fabiano, aos 32') e Alcides Silva (Lepe, aos 62'). Técnico: Kléber Camerino
Seleção de Cuba: M. Inaga, A. Poveda, R. Rodríguez, F. Caro, C. Loredo, R. Delgado, J. Cabrera, C. González, J. Mazzo (C. Roldón), D. Lora (J. Maya) e R. Arredondo (G. Rivero). Técnico: Roberto Hernández
Gol: Lepe, aos 69'

BOTAFOGO 2 x 0 SAPRISSA (C. RICA)
Data: 29/04/1986
Local: Ricardo Saprissa, San José (Costa Rica)
Árbitro: Berny Ulloa
Assistentes: Carlos Luis Alfaro e Didier Carmona
Competição: Pentagonal da Costa Rica
Botafogo: Laguzza, Rogério, Christiano, Zé Luiz Azevedo e Mânica; Demétrio, Rivelino e Luiz Cláudio; Isaac, Idevaldo (Coutinho, aos 76') e Alcides Silva (Lepe, aos 79'). Técnico: Kléber Camerino
Saprissa: D. Rojas, R. Salazar, C. Hines, B. Mayorga (G. Guardia), A. Sáenz, M. A. Peñaranda, V. Quesada, A. Guimarães, A. Zenobio, E. Coronado e J. Morales. Técnico: Guillermo "Coco" Hernández
Gols: Alcides Silva, aos 64' e Lepe, de pênalti, aos 85'
Obs.: Luiz Cláudio foi expulso aos 65'.
NOTA: BOTAFOGO, CAMPEÃO DO TORNEIO PENTAGONAL DA COSTA RICA.

Delegação que foi à Costa Rica para a disputa do Pentagonal:
Aurito Ferreira (vice de futebol).
Kléber Caldas Camerino (supervisor e técnico).
Jorge Resende (médico).
José Augusto "Toucinho" (massagista).
Jair (roupeiro).
E os atletas:
Alexandre Jorge Laguzza Cavalcante
Gabriel da Conceição Vieira
Christiano Linhares de Lima
José Luiz (Zé Luiz) da Silva Azevedo
Rogério Vieira da Silva
Roberto Maia Mânica
José Roberto (Zé Roberto) Corrêa Rocha
Luís Almeida
Demétrio Coelho Filho
Fabiano Soares Pessoa
Rivelino da Silva Pinho
Isaac Custódio de Oliveira
Moacyr Barcelos de Souza
Idevaldo Messias Ferreira
Cláudio Mathias da Silva
Alcides de Oliveira e Silva Neto
Luiz Cláudio Simão
Adonis Hilario Vieira (Lepe)
Coutinho

[Fontes: Gerardo Coto e La Nación (da Costa Rica), Jornal dos Sports, O Globo e Botafogo F.R.]

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Em 1972 o Voleibol Masculino do Botafogo continuava brilhando

pesquisa de Claudio Falcão

Após o completo sucesso obtido na temporada de 1971, o Botafogo manteve em 1972 a hegemonia regional, nacional e continental no voleibol masculino adulto. Vejamos como isso aconteceu.

Em final de abril a delegação alvinegra partiu para Porto Alegre para disputar o torneio de voleibol da III Olimpíada do Exército, que teve lugar na capital gaúcha, de 29 de abril a 1º de maio. Era a luta pelo bicampeonato, visto que na edição anterior, realizada em Belo Horizonte, havíamos sido campeões.

Em Porto Alegre derrotamos a Seleção Gaúcha por 3 x 1 e o E.C. Pinheiros (SP) por 3 x 0, ficando novamente com o título. Foram estes os atletas que defenderam nossas cores: Mário Stiebler Dunlop, Victor Mário Barcellos Borges, Paulo Roberto Petterle (Paulão), José Elias Abeid, Carlos Arthur Nuzman, Marco Antônio Pina Barbosa, Ricardo Pons, Paulo Guerra, Luiz Eduardo Shalders, Renato Rosas Reis e Luiz Washington Cancella, comandados pelo técnico José Maria Schwartz da Costa. Os desfalques foram os jogadores Paulo Roberto de Freitas (Bebeto), Alexandre Abeid e Celso Kalache, que encontravam-se em treinamento com a seleção olímpica nacional.

Mais adiante, no mês de outubro, o destino foi Belo Horizonte (MG), na disputa do VII Troféu Brasil de Clubes Campeões. Foram somente dois adversários na campanha do bicampeonato, que assim conquistamos:

18/10 - Botafogo 3 x 1 E.C. Pinheiros (SP) (6x15, 15x6, 15x7 e 15x13)
20/10 - Botafogo 3 x 0 Minas T.C. (MG) (15x9, 15x7 e 16x14)

Participaram da campanha: Paulo Roberto de Freitas (Bebeto), Alexandre Abeid, Paulo Santos Guerra Leal, José Elias Abeid, Renato Rosas Reis, Mário Stiebler Dunlop, Celso Alexandre Kalache, Marco Antônio Pina Barbosa, Victor Mário Barcellos Borges, Carlos Arthur Nuzman e Paulo Roberto Petterle (Paulão), liderados pelo treinador José Maria Schwartz da Costa.

O bicampeonato sul-americano foi obtido de forma invicta, em competição realizada em Curitiba (PR), contra os seguintes adversários: Club Universidad Villarreal (Peru), S.D. Cruz del Sur (Paraguai) (16/11 – 3 x 0, parciais: 15x4, 15x12 e 15x6; atuaram: Bebeto, Alexandre, Zé Elias, Celso, Victor, Renato, Ricardo e Mário) e C. Pinamar (Uruguai), com quem disputamos a partida final, em 19/11. A vitória veio por 3 x 0 (15x11, 15x13 e 15x9).

Faltava a manutenção do título carioca, então o oitavo consecutivo, que veio após uma 'melhor de três' contra o CIB:

05/12 - Ginásio da A.A.B.B. - Botafogo 3 x 1 CIB
08/12 - Ginásio do C. Municipal - Botafogo 3 x 1 CIB (15x11, 8x15, 15x8 e 15x12) - iniciaram a partida: Bebeto, Alexandre, Mário, Victor, Paulão e Celso.

Lance da segunda partida da 'melhor de três',
no Ginásio do C. Municipal (foto: O Globo)

[Fontes: Boletim Alvinegro, nº 10, de junho/1972 e nº 15, de novembro/1972; Jornal dos Sports, de 18 e 20/11/1972; Jornal do Brasil, de 18, 20 e 21/10 e de 05, 08 e 09/12/1972; O Globo, de 09/12/1972.]

domingo, 3 de outubro de 2010

Mendonça, o Clássico Meia-Armador

texto de Claudio Falcão; dados estatísticos e súmulas: Pedro Varanda

Mílton da Cunha Mendonça, o nosso conhecido jogador Mendonça, foi um dos mais clássicos jogadores de meio-campo que vestiu a camisa botafoguense. Nascido no Rio de Janeiro a 23 de maio de 1956, é filho do ex-zagueiro do Bangu A.C., também conhecido como Mendonça, vice-campeão carioca de 1951.


Iniciou sua carreira no Bangu A.C., nos dentes-de-leite, aos doze anos de idade, transferindo-se em seguida para o Botafogo, pelo qual sagrou-se campeão do Torneio Mundial de 'Cadets' em Croix (França), em 1973, numa equipe que ainda contava com Zé Carlos (goleiro), Luizinho Rangel (meio-campo) e Tiquinho (ponteiro-esquerdo), todos eles jogadores que chegaram a ser titulares da equipe de profissionais do Glorioso.

Mendonça integrou o elenco principal do Botafogo de 1975 a 1982, tendo atuado em 336 jogos e assinalado 116 gols. Participou da final do Torneio Início do Rio de Janeiro, de 1977, vencido pelo Glorioso, o qual podemos considerar como o único título oficial conquistado por ele entre os profissionais alvinegros.

Em seguida foi atuar na A. Portuguesa de Desportos (SP), transferindo-se no início de 1985 para a S.E. Palmeiras (SP). Posteriormente defendeu o Santos F.C. (SP), Al Saad (Catar), Internacional de Limeira (SP), retornando em 1990 ao Bangu A.C., para encerrar sua carreira no futebol profissional.

Em 2008 foi alvo de duas significativas homenagens, tendo a SUDERJ 'imortalizado' seus pés na Calçada da Fama do Maracanã em 24 de fevereiro, e o Botafogo F.R. lançado, em 12 de agosto, camisa retrô da época em que Mendonça defendeu nossas cores.

Algumas súmulas de grande interesse:

Estreia de Mendonça no time principal:
BOTAFOGO 2 x 3 CORINTHIANS (SP)
Data: 13/11/1975
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Claudiomiro (2)
Botafogo: Ubirajara Alcântara, Miranda, Cedenir, Artur e Waltencir; Carlos Roberto, Ademir Vicente (Mendonça) e Dirceu; Dílson, Fischer e Nílson Dias (Claudiomiro)
Obs.: Waltencir foi expulso.

BOTAFOGO 2 x 1 VASCO DA GAMA
Data: 13/03/1977
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Roberto Costa
Competição: Torneio Início (decisão)
Gols: Fumanchu, para o Vasco da Gama; Ricardo (2), para o Botafogo
Botafogo: Ubirajara Alcântara, China, Odélio, Renê e Rodrigues Neto; Carbone (Mendonça), Ademir Vicente e Manfrini; Cremílson, Ricardo e Mário Sérgio (Tiquinho)
Vasco da Gama: Mazaropi, Orlando, Abel, Geraldo e Fernando; Zé Mário, Helinho e Dirceu; Fumanchu, Ramon (Alcides) e Wilson
Obs.: 1) Vitória obtida na prorrogação; 2) Botafogo, campeão do Torneio Início, recebeu o Troféu Carlito Rocha.
Fontes: Jornal dos Sports e O Globo

Os campeões:
1. Ubirajara da Silva Alcântara
4. China - Valdomiro de Almeida
2. Odélio de Souza
3. Renê Carlos da Silva
6. José Rodrigues Neto
5. José Luiz Carbone
8. Luiz (Luizinho) Ronaldo Nunes Rangel
10. Manfrini - Antônio Monfrini Neto
7. Ademir Vicente
9. João Paulo - Antônio Carlos Machado de Santana
11. Mário Sérgio Pontes de Paiva
Mílton da Cunha Mendonça
Cremílson da Penha
Ricardo Neto da Silva
Tiquinho - Onofre Aluízio Batista

BOTAFOGO 2 x 1 PALMEIRAS
Data: 16/07/1978
Local: Pacaembu, São Paulo
Público: 64.572
Árbitro: Carlos Sérgio Rosa Martins
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Jorge Mendonça, aos 2' (1º tempo); Dé, aos 2' e João Paulo, aos 42' (2º tempo)
Botafogo: Zé Carlos, Beto, Osmar, Renê e Rodrigues Neto; Mendonça, Manfrini e Clóvis; Cremílson, João Paulo e Dé. Técnico: Zagallo
Palmeiras: Leão, Rosemiro, Beto Fuscão, Alfredo Mostarda e Vacaria (Pedrinho); Pires, Toninho Vanusa e Jorge Mendonça; Sílvio (Escurinho), Toninho e Nei. Técnico: Jorge Vieira
Obs.: Botafogo, recordista brasileiro de jogos invictos, com 52 partidas.
Fontes: Jornal do Brasil e Jornal dos Sports

BOTAFOGO 1 x 0 FLAMENGO
Data: 03/06/1979
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 139.098
Árbitro: José Roberto Wright
Competição: Campeonato Estadual
Gol: Renato Sá, aos 9' (1º tempo)
Botafogo: Borrachinha, Perivaldo, Nílson Andrade, Renê e China; Ruço (Romero), Mendonça e Renato Sá; Gil, Marcelo e Ziza (Chiquinho). Técnico: Joel Martins da Fonseca
Flamengo: Cantarelli, Toninho, Manguito, Rondinelli e Júnior; Carpegiani, Adílio (Luizinho) e Zico; Reinaldo, Cláudio Adão e Júlio César (Carlos Henrique). Técnico: Cláudio Coutinho
Obs.: 1) Perivaldo foi expulso; 2) O Botafogo acabou com a invencibilidade de 52 jogos do C.R. Flamengo.
Fontes: Jornal do Brasil e Jornal dos Sports

BOTAFOGO 3 x 1 FLAMENGO
Data: 19/04/1981
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 135.487
Árbitro: José Roberto Wright
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Zico, aos 4' e Mendonça, aos 44' (1º tempo); Jérson, aos 40' e Mendonça, aos 43' (2º tempo)
Botafogo: Paulo Sérgio, Perivaldo, Gaúcho, Zé Eduardo e Gaúcho Lima; Rocha, Ademir Lobo e Mendonça; Ziza (Édson), Marcelo (Mirandinha) e Jérson. Técnico: Paulinho de Almeida
Flamengo: Raul, Carlos Alberto, Luís Pereira, Marinho e Júnior; Vítor, Andrade (Carpegiani) e Zico; Tita, Peu (Anselmo) e Adílio. Técnico: Dino Sani
Obs.: Vitória sensacional! O segundo gol de Mendonça (terceiro do Botafogo) foi talvez o mais bonito, bem como o mais famoso, da carreira do craque: o chamado gol "baila comigo", após drible desconcertante sobre o lateral Júnior.
Fonte: Jornal do Brasil

Última partida de Mendonça no Botafogo:
BOTAFOGO 6 x 0 SELEÇÃO IGUAÇUENSE (PR)
Data: 12/12/1982
Local: Foz do Iguaçu (PR)
Competição: Amistoso
Gols: Té (3), Mirandinha (2) e Perivaldo
Botafogo: Paulo Sérgio (Luiz Carlos), Perivaldo, Abel (Eraldo), Gaúcho e Wagner Pepeta; Oswaldo (Josimar), Mendonça e Té; Geraldo (Chicão), Mirandinha e César
Fonte: Botafogo F.R. (Édson Bentes)

[Fontes para o texto: http://www.suderj.rj.gov.br/ ('Alvinegro Mendonça na Calçada da Fama do Maracanã' - 21/02/2008); http://www.bangu.net/ ('Mendonça, ex-jogador do Bangu', artigo do pesquisador Carlos Molinari - 10/03/2008) e http://portoroberto.blog.uol.com.br/ ('Viva Mendonça!', artigo do jornalista Roberto Porto - 14/08/2008).]