sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Em 1968 o Botafogo conquistou o Hexagonal de Futebol do México

pesquisa de Claudio Falcão e Pedro Varanda

Exatamente há quarenta e três anos, a 25 de fevereiro de 1968, na Cidade do México, sede dos Jogos Olímpicos daquele ano e capital do país sede da Copa do Mundo de Futebol de 1970, o Botafogo conquistou de forma invicta o Torneio Hexagonal.


Participantes:
Botafogo F.R.
F.K. Estrela Vermelha de Belgrado - campeão iugoslavo e da Copa da Iugoslávia (1968)
Ferencvaros T.C. - campeão húngaro (1967/68)
Seleção de Jalisco (ou Seleção 'B' do México)
Seleção do México
D. Toluca F.C. - bicampeão mexicano (1966/67-1967/68) e campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF (1968)

TORNEIO HEXAGONAL DO MÉXICO - 1968
04/02 - Seleção de Jalisco (MÉX) 2 x 0 Estrela Vermelha (IUG)
06/02 - Toluca (MÉX) 1 x 2 Botafogo (BRA)
08/02 - Seleção do México 2 x 1 Ferencvaros (HUN)
11/02 - Seleção de Jalisco (MÉX) 5 x 1 Toluca (MÉX)
11/02 - Estrela Vermelha (IUG) 2 x 2 Botafogo (BRA)
13/02 - Ferencvaros (HUN) 5 x 3 Toluca (MÉX)
13/02 - Estrela Vermelha (IUG) 1 x 5 Seleção do México
18/02 - Toluca (MÉX) 1 x 3 Estrela Vermelha (IUG)
18/02 - Botafogo (BRA) 4 x 0 Seleção de Jalisco (MÉX)
20/02 - Seleção do México 2 x 0 Toluca (MÉX)
20/02 - Estrela Vermelha (IUG) 2 x 0 Ferencvaros (HUN)
22/02 - Seleção de Jalisco (MÉX) 0 x 2 Ferencvaros (HUG)
22/02 - Botafogo (BRA) 1 x 0 Seleção do México
25/02 - Seleção do México 1 x 0 Seleção de Jalisco (MÉX)
25/02 - Ferencvaros (HUN) 1 x 3 Botafogo (BRA)

Classificação:
Botafogo (campeão): PG - 9; J - 5; V - 4; E - 1; D - 0; GP - 12; GC - 4; S - 8
2º Seleção do México (vice): PG - 8; J - 5; V - 4; E - 0; D - 1; GP - 10; GC - 3; S - 7
3º Estrela Vermelha: PG - 5; J - 5; V - 2; E - 1; D - 2; GP - 8; GC - 10; S - (-)2
4º Ferencvaros: PG - 4; J - 5; V - 2; E - 0; D - 3; GP - 9; GC - 7; S - 2
5º Seleção de Jalisco: PG 4; J - 5; V - 2; E - 0; D - 3; GP - 7; GC -8; S - (-)1
6º Toluca: PG - 0; J - 5; V - 0; E - 0; D - 5; GP - 6; GC - 17; S - (-)11

BOTAFOGO 2 x 1 TOLUCA (MÉX)
Data: 06/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Público: 40.000
Árbitro: Raul Osório
Gols: Roberto, de cabeça, aos 12' (1º tempo); Jairzinho, aos 5' e Vicente Pereda, aos 30' (2º tempo)
Botafogo: Cao, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Carlos Roberto e Afonsinho (Lula); Rogério, Roberto (Humberto), Jairzinho e Paulo Cézar. Técnico: Zagallo
Toluca: Florentino, López, Zarate, Mauro (Zavalo) e Pedro Romero; Estrada e Amauri; Arévalo, Romero Reyes, Albino e Vicente Pereda. Técnico: ?
Obs.: Pelo Toluca atuaram os brasileiros Mauro (ex-Santos F.C.) e Amauri.

BOTAFOGO 2 x 2 ESTRELA VERMELHA (IUG)
Data: 11/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Árbitro: Alfonso González Archundia
Assistentes: Rodrigo Lamora e Steban González
Gols: Roberto, aos 13' (1º tempo); Dzajic, aos 16', Jairzinho, aos 18' e Dzajic, aos 44' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir (Paulistinha); Carlos Roberto e Gérson; Rogério (Humberto), Roberto, Jairzinho (Afonsinho) e Paulo Cézar (Lula). Técnico: Zagallo
Estrela Vermelha: Dujkovic (Rocic), Krivockua (Rakic), Milicovic, Pavlovic, Dojvinovski, Dragan, Klenkovski, Ostojic (Antonijevic), Lazarovic, Acimovic e Dzajic. Técnico: Millanic
Obs.: Roberto e Dojvinovski foram expulsos aos 30' do 1º tempo.

BOTAFOGO 4 x 0 SELEÇÃO DE JALISCO (MÉX)
Data: 18/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Público: 45.000
Árbitro: Diego de Leo
Gols: Jairzinho, aos 15' e Roberto (2), aos 28' e 31' (1º tempo); Jairzinho, aos 15' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos (Chiquinho Pastor), Leônidas (Dimas) e Waltencir; Carlos Roberto (Afonsinho) e Gérson; Rogério, Roberto (Parada), Jairzinho e Lula. Técnico: Zagallo
Seleção de Jalisco: Calderón (Rodríguez), Alejandre, Del Muro (Hernández, depois Peña), Jauregui e Mercado; Díaz e D. Rodríguez; Carlos Calderón, Estrada, Anay e Jara. Técnico: ?
Obs.: Rodríguez defendeu um pênalti cobrado por Jairzinho, aos 37' do 2º tempo.

BOTAFOGO 1 x 0 SELEÇÃO DO MÉXICO
Data: 22/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Público: 50.000
Árbitro: Abel Aguilar
Gol: Jairzinho, aos 31' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Afonsinho e Gérson; Rogério, Roberto, Jairzinho e Lula. Técnico: Zagallo
Seleção do México: Iniestra, Ramírez, Nuñez, Sanabri e Pérez; Regueiro e González; Bustos, Borja, Fragoso e Padilla. Técnico: ?
Obs.: Roberto e Pérez foram expulsos aos 39' do 2º tempo.

BOTAFOGO 3 x 1 FERENCVAROS (HUN)
Data: 25/02/1968
Local: Estádio Azteca (México)
Árbitro: Domingo de La Mora
Gols: Jairzinho, aos 37' (1º tempo); Roberto, aos 22', Szücs, aos 37' e Gérson, de pênalti, aos 50' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Afonsinho (Paulistinha) e Gérson; Rogério (Dimas), Roberto, Jairzinho e Lula. Técnico: Zagallo
Ferencvaros: Takács, Novák, Páncsics, Szücs e Havasi; Juhász e Rákosi; Zsöke, Varga, Albert (Branikovits) e Katona (Fenyvesi). Técnico: Dr. Lakat Károly
Obs.: 1) Leônidas e Rákosi (aos 8' do 2º tempo), Varga e Waltencir (aos 44' do 2º tempo) foram expulsos; 2) Botafogo campeão invicto do Torneio Hexagonal do México; 3) O atacante Jairzinho, que assinalou seis gols na competição, foi apelidado de 'El Toro', pela torcida mexicana.

[Fontes: Correio da Manhã, El Informador (do México), Jornal do Brasil, Jornal dos Sports e O Globo.]

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Yvette Mariz, a Atleta-Padrão do Botafogo

pesquisa de Claudio Falcão

Consagrada atleta de basquetebol, atletismo e voleibol nos anos 1940, nasceu em um dia 8 de dezembro, coincidentemente a data em que se comemora a fusão do Botafogo de Regatas com o Botafogo de Futebol, tendo ficado conhecida como a 'Atleta-Padrão' do Botafogo de Futebol e Regatas.


Conquistou os seguintes títulos no voleibol, pelo Botafogo:
1940
Campeã Carioca
1944
Campeã dos Jogos da Semana de Caxias, no Paraná
1946
Campeã Carioca
1947
Bicampeã Carioca
1948
Campeã dos VII Jogos Abertos de Cambuquira (MG)
Campeã do Torneio Início do Rio de Janeiro
Campeã do Torneio da Cidade do Rio de Janeiro
Tricampeã Carioca
Campeã Brasileira, pela seleção do então Distrito Federal
1949
Bicampeã do Torneio Início do Rio de Janeiro
1950
Campeã Carioca

Após a conquista do campeonato carioca de 1940, Yvette transferiu-se para o Fluminense F.C., pelo qual foi bicampeã carioca de voleibol em 1941-1942, tendo retornado ao Botafogo em 1944.

Atleta campeã sul-americana no arremesso de disco, em Montevidéu (1945), pela seleção brasileira, com 37,40m (também recorde brasileiro).

Integrou o selecionado brasileiro na realização do I Campeonato Sul-Americano de Basquetebol, em Santiago (Chile), em maio de 1946.

Foi ainda campeã carioca de basquetebol pelo Botafogo em 1950.

Yvette Mariz Silva Araújo recebeu a láurea de atleta emérita do Botafogo em 1948 e em 1960 também foi distinguida com o título de emérita da Federação de Voleibol do Rio de Janeiro.


Em janeiro de 1952, a bordo do 'Provence' (foto acima), zarpou para Paris para cursar especialização em esportes na Escola de Educação Física de Joinville Le Pont, retornando ao Brasil em janeiro de 1956.

Foi professora da Escola Nacional de Educação Física e Desportos, da atual UFRJ.

[Fontes: Revista Botafogo (boletim interno), nº 7, de novembro/1940; nº 65, de fevereiro/1948; nº 70, de julho/1948; nº 71, de agosto/1948; nº 73, de outubro/1948; nº 76, de janeiro/1949; nº 81, de junho/1949; nº 95, de agosto/1952; nº 113, de abril/1956; O Futebol no Botafogo (1904-1950), de Alceu Mendes de Oliveira Castro, 1951; Botafogo o Glorioso - Uma História em Preto e Branco, de Braz Pepe, Luiz Felipe de Miranda e Ney Oscar de Carvalho,1996.]

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Sebastião Leônidas: Categoria e Eficiência na Zaga Botafoguense

pesquisa de Pedro Varanda

Sebastião Leônidas nasceu a 6 de abril de 1938 na cidade de Jerônimo Monteiro (ES). Foi campeão mineiro pelo América F.C., de Belo Horizonte, em 1957 e campeão carioca pelo América F.C. em 1960 (1º campeão do Estado da Guanabara). Transferiu-se para o Botafogo em 1966, no qual jogou até 1971, tendo atuado pelo Glorioso em 246 jogos e marcado 1 (um) gol. Até hoje é funcionário do Clube.


Títulos pelo Botafogo F.R. como jogador:
1967
Campeão do Triangular de Caracas.
Campeão da Taça Guanabara.
Campeão Carioca.
1968
Campeão do Hexagonal do México.
Bicampeão Carioca.
Bicampeão da Taça Guanabara.
Campeão Brasileiro (Taça Brasil).
1970
Campeão do Triangular de Caracas.

Foi técnico do Botafogo F.R. em diversas ocasiões: 1972, 1973, 1977, 1983 (juniores e profissionais), 1986, 1989 (entre os campeonatos carioca e brasileiro) e 1998 (juniores).

Títulos pelo Botafogo F.R. como técnico:
1977
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
1983
Campeão do Torneio Octavio Pinto Guimarães de Juniores.
1998
Campeão Estadual de Juniores.

Estreia de Leônidas no Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 0 DEMOCRATA-GV (MG)
Data: 26/06/1966
Local: Governador Valadares (MG)
Competição: Amistoso
Gols: Roberto e Parada
Botafogo: Cao, Joel, Zé Carlos, Leônidas e Dimas; Luiz Carlos Theodoro e Nei Conceição; Sicupira, Roberto, Parada e Humberto.
Fonte: Diário de Minas

Partida em que Leônidas assinalou seu único gol pelo Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 0 SELEÇÃO DE MACAÉ (RJ)
Data: 29/07/1966
Local: Macaé (RJ)
Competição: Amistoso
Gols: Leônidas e Parada
Botafogo: Cao, Joel, Zé Carlos, Leônidas e Dimas; Nei Conceição e Fifi; Sicupira, Humberto, Parada e Waldir (Helinho).
Banco de reservas: Florisvaldo, Moreira, Paulistinha, Mura, Luiz Carlos Theodoro, Roberto Abrussezze, Robertinho e Helinho.

Derradeira partida de Leônidas pelo Botafogo:
BOTAFOGO 1 x 1 AMÉRICA F.C. (RJ)
Data: 19/06/1971
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Competição: Campeonato Carioca
Gol do Botafogo: Paulo Cézar
Botafogo: Ubirajara Motta, Carlos Alberto Torres, Brito, Leônidas e Paulo Henrique; Carlos Roberto e Nei Conceição; Zequinha, Paraguaio, Nílson Dias (Careca) e Paulo Cézar.

Inesquecível vitória do Botafogo, então sob o comando técnico de Leônidas:
BOTAFOGO 6 x 0 C.R. FLAMENGO
Data: 15/11/1972
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: Cr$289.772,00
Público: 46.279
Árbitro: José de Assis Aragão
Competição: Campeonato Brasileiro
Gols: Jairzinho, aos 15', Fischer, aos 35' e 41' (1º tempo); Jairzinho, aos 23' e 38' ('de letra') e Ferretti, aos 42' (2º tempo)
Botafogo: Cao, Mauro Cruz, Waltencir, Osmar e Marinho Chagas; Carlos Roberto, Nei Conceição e Ademir Vicente (Marcos Aurélio); Zequinha, Fischer (Ferretti) e Jairzinho. Técnico: Sebastião Leônidas
Flamengo: Renato, Moreira, Chiquinho Pastor, Tinho e Rodrigues Neto; Liminha, Zanata (Mineiro) e Paulo Cézar Caju; Rogério (Caio), Humberto e Fio Maravilha. Técnico: Zagallo
Obs.: 1) O C.R. Flamengo, em seu aniversário, ganhou um presente de grego; 2) Sensacional vitória!

[Fontes: A Tribuna, Diário de Minas, FERJ, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil, O Dia, O Globo, Tribuna da Imprensa, Última Hora, Antônio Parada Neto, Joel Martins da Fonseca, Oswaldo Sampaio Júnior (saudoso Paulistinha), Roberto Lopes de Miranda e Sebastião Leônidas.]

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Primeiro Aniversário do DataFogo no Blogger

por Claudio Falcão

Há exato um ano criávamos o blog DataFogo no Blogger, iniciando as postagens com meu artigo 'O Glorioso Botafogo'.

São, até o momento, 130 postagens, sendo as mais acessadas as duas referentes às nossas conquistas do futebol na categoria de juvenis (atuais juniores, sub-20), seguidas daquela que mostra alguns modelos de carteiras de sócios do Clube e posteriormente da que aborda nossos títulos na categoria de aspirantes.

Contamos com dezessete seguidores e com quase 11.500 visitas, como atesta o nosso 'contador', perfazendo uma média mensal de cerca de 957 e uma média diária de 31 visitas.

Quero externar aqui meus agradecimentos ao constante colaborador deste blog, o pesquisador Pedro Varanda, que frequentemente nos envia material para publicação e nos enriquece com seu acervo de súmulas, sem as quais nossos artigos não teriam o conteúdo necessário.

Agradeço ainda ao Rui Moura, editor do blog Estrela Solitária/Mundo Botafogo, do qual fui colaborador por mais de um ano, que me incentivou para a criação do DataFogo e a quem considero como uma espécie de 'padrinho' do blog.

E não posso deixar de mencionar aqui dois amigos virtuais que fiz durante este primeiro ano 'no ar'. São eles Fernando Bihari, ex-atleta de basquetebol, ora residente no Canadá, que já nos brindou com seu artigo 'Meu Botafogo' e com quem sempre troco ideias sobre o nosso Clube e Caíque Lacerda, responsável pelo blog Bandeiras Botafoguenses.

Espero que o objetivo a que me propus, que foi o de basicamente divulgar a História esportiva do Grêmio da Estrela Solitária, esteja e permaneça sendo atingido, que possamos continuar contando com o prestígio dos habituais leitores do DataFogo e que a esses sejam acrescentados muitos outros.

Saudações Botafoguenses Campeãs!

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Joel Martins, o Lateral Várias Vezes Campeão

dados estatísticos e súmulas: pesquisa de Pedro Varanda; pesquisa e texto: Claudio Falcão


Joel Martins da Fonseca, antigo lateral-direito do Botafogo, nasceu em São João de Meriti (RJ) a 14 de fevereiro de 1935.

Foi atleta profissional do Bangu A.C. (RJ), pelo qual foi campeão do Torneio de Nova York (1960), tendo o Botafogo adquirido o seu passe ao clube da Zona Oeste, em janeiro de 1962, por Cr$8.500.000,00.

Atuou pelo Glorioso em 240 partidas, de 1962 a 1968, assinalando 1 (um) gol.

Joel foi agraciado com o Prêmio Belfort Duarte, pela CBD (atual CBF), em 21 de julho de 1966.

Títulos de Joel pelo Botafogo:
1962
Campeão do Pentagonal do México.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
Campeão Carioca.
1964
Campeão do Torneio Governador Magalhães Pinto (Belo Horizonte).
Campeão do Torneio Jubileu de Ouro da Associação de Futebol (La Paz).
Campeão do Quadrangular do Suriname.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
1966
Campeão da Taça Círculo de Periódicos Esportivos (Caracas).
Campeão da Taça Carranza de Buenos Aires.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
Campeão do Quadrangular de Teresina.
1967
Campeão do Triangular de Caracas.
Campeão Carioca.

Títulos de Joel como técnico, pelo Botafogo:
1977
Campeão Carioca de Juvenis (atuais Juniores - Sub-20).
1978
Bicampeão Carioca de Juvenis (atuais Juniores - Sub-20).
1990
Campeão Carioca.

Estreia de Joel pelo Botafogo:
BOTAFOGO 0 x 1 ESTRELA VERMELHA (IUG)
Data: 06/01/1962
Local: Estádio Nacional, Santiago
Competição: Quadrangular de Santiago
Botafogo: Manga, Joel, Zé Maria, Nílton Santos e Rildo; Ayrton (Pampolini) e Didi; Édison, China (Amoroso), Amarildo e Zagallo.

Único gol marcado por Joel pelo Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 0 BARCELONA (ESP)
Data: 16/07/1964
Local: Monumental de Nuñez, Buenos Aires
Árbitro: Miguel Comesaña
Competição: Taça Ibero-Americana (Quadrangular de Buenos Aires)
Gols: Gérson, aos 14' e Joel, aos 80'
Botafogo: Manga, Joel, Paulistinha, Nílton Santos e Rildo; Élton e Gérson; Garrincha, Sicupira, Jairzinho e Zagallo.
Barcelona: Sadurni, Eladio, Olivella, Torrent e Gracia; Fusté e Pereda; Zaballa, Kocsis, Re e Seminario.

Última partida de Joel pelo Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 2 PORTUGUESA (RJ)
Data: 29/06/1968
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Competição: Amistoso
Gols do Botafogo: Nei Conceição e Rogério
Botafogo: Cao (Wendell), Moreira, Zé Carlos (Paulistinha), Leônidas (Dimas) e Waltencir; Nei Conceição e Afonsinho (Joel); Rogério (Zélio), Parada, Humberto e Lula.

[Fontes para o texto: Joel Martins da Fonseca; Jornal do Brasil, de 03/01/1962; Revista Botafogo (boletim informativo), de agosto-setembro/1966; Antônio Ramos, Lance!, de 24/11/2002.]

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Botafogo Campeão do Quadrangular de Futebol do Suriname - 1964

pesquisa de Pedro Varanda

Em junho de 1964, em excursão realizada ao norte da América do Sul, que depois se prolongou pelo Estado do Pará, o Botafogo conquistou de forma invicta o Torneio Quadrangular do Suriname.

Os atletas Jairzinho e Manga, ladeando um dirigente
do Botafogo com o respectivo troféu, no desembarque da
delegação no Rio de Janeiro (foto: Diário de Notícias)

Jogos do Botafogo no Quadrangular do Suriname:

BOTAFOGO 2 x 1 ROBINHOOD (SUR)
Data: 14/06/1964
Local: Paramaribo
Árbitro: Rudge
Assistentes: Ragoebar e Loechem
Competição: Quadrangular do Suriname
Gols: Jairzinho, aos 7' e Élton, aos 40' (1º tempo); Krenten, a 1' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Joel, Zé Carlos, Nílton Santos e Rildo; Élton e Gérson; Sicupira, Arlindo, Jairzinho e Zagallo. Técnico: Zoulo Rabello
Robinhood: Van Dorpel, Jordan, Koordyk, Sion e Elliot; Krenten e Chyrill (Mynais); Kluivert, Waterval, Niekoop e Haltman. Técnico: ?

BOTAFOGO 4 x 1 TRANSVAAL (SUR)
Data: 17/06/1964
Local: Paramaribo
Árbitro: Ragoebar
Assistentes: Rudge e Loechem
Competição: Quadrangular do Suriname
Gols: Gérson, aos 18' e Sicupira, aos 25' (1º tempo); Blammerloo, a 1', Jairzinho, aos 11' e Élton, aos 20' (2º tempo)
Botafogo: Manga, Joel, Zé Carlos, Nílton Santos e Rildo (Paulistinha); Élton e Gérson; Sicupira, Arlindo, Jairzinho e Zagallo. Técnico: Zoulo Rabello
Transvaal: Barron, Karsters, Boerdeider, Douglas e Vorm; Sahadewsing e Kortram; Schal, Lagadeause, Blammerloo e Mosanto (Lasadeavtr). Técnico: ?

BOTAFOGO 5 x 0 LEO VICTOR (SUR)
Data: 19/06/1964
Local: Paramaribo
Árbitro: Freddie Goedhart
Assistentes: Harry Leenom e Frederik Francis
Competição: Quadrangular do Suriname (Botafogo campeão)
Gols: Jairzinho, aos 4', Sicupira (2), aos 25' e 32' (1º tempo); Quarentinha (2), aos 4' e 23' (2º tempo)
Botafogo: Manga (Florisvaldo), Joel, Paulistinha, Nílton Santos (Ayrton) e Rildo; Élton e Gérson; Sicupira, Fifi, Jairzinho e Zagallo (Quarentinha). Técnico: Zoulo Rabello
Leo Victor: Schotsborg, Eniglenig, Bosse, Sanches e Strok; Wongswiesan e Griffith (Toto); Schutte, Bottse, Purperhart e Harryson. Técnico: ?

[Fontes: Diário de Notícias e Jornal dos Sports.]