quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Botafogo Campeão do Torneio Início de Futebol de 1967

pesquisa de Pedro Varanda

Segue a campanha vitoriosa do Botafogo no Torneio Início de Futebol Profissional do Rio de Janeiro de 1967.

BOTAFOGO 1 x 0 CAMPO GRANDE
Data: 09/07/1967
Local: Maracanã
Árbitro: Álvaro Siqueira
Competição: Torneio Início
Gol: Aírton Beleza
Botafogo: Cao, Moreira, Zé Carlos, Dimas e Waltencir; Nei Conceição e Carlos Roberto; Paulinho, Rui Amoroso, Aírton Beleza e Humberto
Campo Grande: Zamboni, Paulo, Zé Oto, Geneci e Hélio José; Romeu e Norival; Aírton, Ênio, Jairo e Nílsio
Fontes: O Globo e Jornal dos Sports

BOTAFOGO 1 x 0 SÃO CRISTÓVÃO
Data: 09/07/1967
Local: Maracanã
Árbitro: Nivaldo dos Santos
Competição: Torneio Início
Gol: Rui Amoroso
Botafogo: Cao, Moreira, Zé Carlos, Dimas e Waltencir; Nei Conceição e Carlos Roberto; Paulinho, Rui Amoroso, Aírton Beleza e Humberto
São Cristóvão: Manga, Lauro, Aílton, Solimar e Tião; Fernando e Luiz Roberto “Betinho”; Alfredo, Castilho, Arinos e Nei
Fontes: O Globo e Jornal dos Sports

BOTAFOGO 3 x 0 MADUREIRA
Data: 09/07/1967
Local: Maracanã
Árbitro: Nivaldo dos Santos
Competição: Torneio Início (decisão)
Gols: Wilson (contra), Carlos Roberto e Nei Conceição
Botafogo: Cao, Moreira, Zé Carlos, Dimas e Waltencir; Nei Conceição e Carlos Roberto; Paulinho, Rui Amoroso, Aírton Beleza e Humberto
Madureira: Laerte, Conceição, Silva, França e Cordeiro; Wilson e Nélson; Orlando, Anísio, Zeca e Jaime
Obs.: Botafogo, campeão do Torneio Início.
Fontes: O Globo e Jornal dos Sports

Os campeões de 1967:
1. Cao – Luiz Carlos Pires de Queiroz
4. Ismael Moreira Braga
2. Zé Carlos – José Carlos Gaspar Ferreira
3. Dimas Filgueiras Filho
6. Waltencir Pereira Senra
5. Nei da Conceição Moreira
8. Carlos Roberto de Carvalho
7. Paulo (Paulinho) Roberto Marcílio
9. Rui Amoroso (*)
10. Aírton “Beleza” Baptista dos Santos
11. Humberto André Rêdes Filho
Técnico: Mário Jorge Lobo Zagallo
(*) Rui Amoroso – irmão de José Amoroso Filho.

domingo, 26 de agosto de 2012

Atletas Olímpicos do Botafogo

pesquisa de Claudio Falcão


Pesquisa que fiz em 2008, já publicada em http://datafogo.blogspot.com.br/2010/02/atletas-botafoguenses-em-jogos.html, é motivo agora de nova postagem, sendo incluídos os atletas botafoguenses que recentemente competiram nos Jogos Olímpicos de Londres, Anderson Nocetti, pelo Brasil e Gabriela Benítez, pelo Paraguai.

1936 (Berlim)

Basquetebol
• José Oscar Zelaya Alonso

Natação
Edgard Julius Barbosa Arp

1948 (Londres)

Atletismo
• Alexandre Pereira Neto
Hélio Coutinho da Silva
Ivan Zanoni Hausen
• Rosalvo da Costa Ramos

Basquetebol
• Afonso de Azevedo Évora, medalha de bronze

Natação
• Ilo Monteiro da Fonseca

1952 (Helsinki)

Futebol
Arízio Marçal da Cruz

Natação
• Ilo Monteiro da Fonseca
Piedade Coutinho da Silva Tavares

Polo Aquático
• Samuel Scheimberg

1960 (Roma)

Futebol
• José Ricardo da Silva (China)
• José Manuel Augusto (Augusto Macarrão)

1964 (Tóquio)

Atletismo
Aída dos Santos Menezes

Basquetebol
• Sérgio de Toledo Machado (Sérgio Macarrão), medalha de bronze

Futebol
Adevaldo Virgílio Neto
Dimas Filgueiras Filho
Florisvaldo Pinto Júnior
Hélio Dias de Oliveira
Humberto André Rêdes Filho
• Maurício Pereira Barros (Mura)
Othon Valentim Filho
Roberto Lopes de Miranda

Polo Aquático
• Aladar Szabo, atleta húngaro, naturalizado brasileiro

1968 (Cidade do México)

Atletismo
Aída dos Santos Menezes

Futebol
• Fernando Ferretti

Natação
• José Sylvio Fiolo

Polo Aquático
• Marco Antônio de Viçoso Jardim

Voleibol
Mário Stiebler Dunlop
• Paulo Roberto Petterle (Paulão)

1972 (Munique)

Futebol
• Jorge Osmar Guarnelli

Natação
Lucy Maurity Burle
• José Sylvio Fiolo
Carlos Antonio Rocha Azevedo
• Paulo Becskehazy

Voleibol
Alexandre Abeid
Celso Alexandre Kalache
• Paulo Roberto de Freitas (Bebeto)

1976 (Montreal)

Atletismo
Silvina das Graças Pereira

Futebol
• José Carlos Pessanha (Zé Carlos)

Natação
• José Sylvio Fiolo

Remo
• Atalíbio Magioni
Guilherme de Oliveira Campos
• Nílton Silva Alonço (Gauchinho), timoneiro
Sérgio Brasil Sztancsa (o ‘Alemão’)

Voleibol
Celso Alexandre Kalache
• Jean Luc Rosat (Suíço)
• Paulo Roberto de Freitas (Bebeto)
• Paulo Roberto Petterle (Paulão)

1980 (Moscou)

Remo
Paulo César Dworakowski

Voleibol
• Jean Luc Rosat (Suíço)
• João Alves Grangeiro Neto

1984 (Los Angeles)

Polo Aquático
• Carlos Eduardo Carvalho (Carlinhos)
• Hélio Frederico Gomes da Silva
• Orlando Amaral Chaves
Paulo Francisco Joazeiro de Abreu
Sílvio Manfredi

2012 (Londres)

Remo
Anderson Nocetti (o ‘Macarrão’)
Gabriela Mosqueira Benítez, esta pelo Paraguai

Devo ressaltar que o jogador Marcelo Nicolás Lodeiro Benítez, que integrou a equipe uruguaia de futebol nos recentes Jogos Olímpicos de Londres, já era atleta contratado e inscrito na CBF pelo Botafogo, porém ainda não havia feito sua estreia em partidas pelo Glorioso.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Botafogo Tricampeão do Torneio Início de Futebol de 1961-1962-1963

pesquisa de Pedro Varanda

Seguindo na publicação dos títulos do Botafogo no Torneio Início do Rio de Janeiro de Futebol Profissional, hoje o leitor verá as campanhas que redundaram no tricampeonato de 1961-1962-1963.

Campeão em 1961:

BOTAFOGO 1 x 0 BONSUCESSO
Data: 16/07/1961
Local: Maracanã
Árbitro: Guálter Gama de Castro
Competição: Torneio Início
Gol: Amarildo
Botafogo: Manga, Cacá, Zé Maria, Ayrton e Rildo; Pampolini e Édison; Neyvaldo, China, Amarildo e Sidney
Bonsucesso: Jorge, Sílvio e Severiano; Beto, Barizon e Jurandir; Roberto, Maurício, Zé Henrique, Cassiano e Massaude
Fonte: Jornal dos Sports

BOTAFOGO 2 x 0 VASCO DA GAMA
Data: 16/07/1961
Local: Maracanã
Árbitro: Eunápio Gouveia de Queiroz
Competição: Torneio Início
Gols: China e Neyvaldo
Botafogo: Manga, Cacá, Zé Maria, Ayrton e Rildo; Pampolini e Édison; Neyvaldo, China, Amarildo e Sidney
Vasco da Gama: Ita, Joel, Brito e Dario; Laerte e Quatis; Itajubá, Villadoniga, Cunha, Roberto Pinto e Da Silva
Fonte: Jornal dos Sports

BOTAFOGO 1 x 0 FLAMENGO
Data: 16/07/1961
Local: Maracanã
Árbitro: Armando Marques
Competição: Torneio Início (decisão)
Gol: China
Botafogo: Manga, Cacá, Zé Maria, Ayrton e Rildo; Pampolini e Édison; Neyvaldo, China, Amarildo e Sidney
Flamengo: Ari, Marinho, Bolero, Jadir e Jordan; Vanderlei e Gérson; Aírton, Henrique, Germano e Babá
Obs.: Botafogo, campeão do Torneio Início.
Fonte: Jornal dos Sports

Os campeões de 1961:
1. Manga – Haílton Corrêa de Arruda
4. Cacá – Carlos Castro Borges
2. Zé Maria – José Maria dos Santos Motta
3. Ayrton Povill dos Santos
6. Rildo da Costa Menezes
5. Américo Pampolini Filho
8. Édison de Assis Pinto Filho
7. Neyvaldo Pinto de Carvalho
9. China – José Ricardo da Silva
10. Amarildo Tavares da Silveira
11. Sidney Magalhães
Técnico: Paulo Lima Amaral

Bicampeão em 1962:

BOTAFOGO 1 x 0 SÃO CRISTÓVÃO
Data: 24/06/1962
Local: Maracanã
Árbitro: Guálter Portella Filho
Competição: Torneio Início
Gol: Amoroso
Botafogo: Manga, Joel, Zé Maria, Paulistinha e Rildo; Ayrton e Édison; Luiz Carlos França, China, Amoroso e Neyvaldo
São Cristóvão: Heitor, Miro, Ari, Valdir e Isaac; Sérgio e Ivo; Elbo, Arino, Zé Carlos e Olivar
Fontes: Correio da Manhã, Jornal dos Sports e O Globo

BOTAFOGO 1 x 0 FLUMINENSE
Data: 24/06/1962
Local: Maracanã
Árbitro: Cláudio Magalhães
Competição: Torneio Início
Gol: China
Botafogo: Manga, Joel, Zé Maria, Paulistinha e Rildo; Ayrton e Édison; Luiz Carlos França, China, Amoroso e Neyvaldo
Fluminense: Édson, Carlos Alberto, Roberto, Dari e Cacá; Íris e Tito; Valdir, Mascote, Evaldo e Hílton
Fontes: Correio da Manhã, Jornal dos Sports e O Globo

BOTAFOGO 2 x 0 CANTO DO RIO
Data: 24/06/1962
Local: Maracanã
Árbitro: Wilson Lopes de Souza
Competição: Torneio Início (decisão)
Gols: Amoroso (2)
Botafogo: Manga, Joel, Zé Maria, Paulistinha e Rildo; Ayrton e Édison; Iroldo, China, Amoroso e Neyvaldo
Canto do Rio: Franz, Procópio, Osvaldo, Carola e Jair; Mário Ritte e Mateus; Jedir, Antônio Carlos, Uriel e Orlando
Obs.: 1) Carola foi expulso; 2) Botafogo, bicampeão do Torneio Início.
Fontes: Correio da Manhã, Jornal dos Sports e O Globo

Os bicampeões de 1962:
1. Manga – Haílton Corrêa de Arruda
4. Joel Martins da Fonseca
2. Zé Maria – José Maria dos Santos Motta
3. Paulistinha – Oswaldo Sampaio Júnior
6. Rildo da Costa Menezes
5. Ayrton Povill dos Santos
8. Édison de Assis Pinto Filho
7. Luiz Carlos França
9. China – José Ricardo da Silva
10. José Amoroso Filho
11. Neyvaldo Pinto de Carvalho
Iroldo de Oliveira Rodrigues
Técnico: Marinho Rodrigues de Oliveira

Tricampeão em 1963:

Troféu do Torneio Início de 1963

BOTAFOGO 0 (2) x 0 (1) PORTUGUESA
Data: 23/06/1963
Local: Maracanã
Árbitro: Guálter Gama de Castro
Competição: Torneio Início
Botafogo: Hélio Dias, Mura, Zé Carlos, Adevaldo e Dimas; Luiz Carlos Theodoro e Arlindo; Jairzinho, Roberto, Dedé e Othon
Portuguesa: Omar, Paulinho, Luisão, Reginaldo e Tião; Raul e Mário Breves; Zezinho, Guttemberg, Humberto e Zé Carlos
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 2 a 1. Marcaram Arlindo (dois) para o Botafogo e Luisão para a Portuguesa.
Fonte: Jornal dos Sports

BOTAFOGO 0 (3) x 0 (0) FLUMINENSE
Data: 23/06/1963
Local: Maracanã
Árbitro: Guálter Gama de Castro
Competição: Torneio Início
Botafogo: Hélio Dias, Mura, Zé Carlos, Adevaldo e Dimas; Luiz Carlos Theodoro e Arlindo; Jairzinho, Roberto, Dedé e Othon
Fluminense: Márcio, Jorge, Zé Luís, Riva e Laurício; João Francisco e Tito; Edinho, Turcão, Evaldo e Vasco
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 3 a 0. Arlindo marcou os três.
Fonte: Jornal dos Sports

BOTAFOGO 1 x 0 CAMPO GRANDE
Data: 23/06/1963
Local: Maracanã
Árbitro: Guálter Gama de Castro
Competição: Torneio Início (decisão)
Gol: Jairzinho
Botafogo: Hélio Dias, Mura, Zé Carlos, Adevaldo e Dimas; Luiz Carlos Theodoro e Arlindo; Jairzinho, Roberto, Dedé e Othon
Campo Grande: Edmar, Darci Santos, Viana, Brandãozinho e Paulo; Domingos e Décio Esteves; Adílson, Russo, Guaraci e Nodir
Obs.: Botafogo, tricampeão do Torneio Início.
Fonte: Jornal dos Sports

Os tricampeões de 1963:
1. Hélio Dias de Oliveira
4. Mura – Maurício Pereira Barros
2. Zé Carlos – José Carlos Gaspar Ferreira
3. Adevaldo Virgílio Netto
6. Dimas Filgueiras Filho
5. Luiz Carlos Theodoro da Silva
8. Arlindo dos Santos Cruz
7. Jair (Jairzinho) Ventura Filho
9. Roberto Lopes de Miranda
10. Dedé – Eurípedes de Oliveira
11. Othon Valentim Filho
Técnico: Egídio (Egydio) Landolfi “Paraguaio”

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Pampolini, Antigo Médio-Volante do Botafogo

dados estatísticos e súmulas: pesquisa de Pedro Varanda; pesquisa e texto: Claudio Falcão

(Crédito da foto: Jader Neves - Manchete Esportiva)

Américo Pampolini Filho, antigo centro-médio (médio-volante) do Botafogo, nasceu em Belo Horizonte (MG) a 24 de dezembro de 1932, tendo falecido no Rio de Janeiro (RJ) a 20 de dezembro de 2006.

Iniciou sua carreira em 1952 no Cruzeiro E.C. (MG), transferindo-se para o Glorioso em 1955. Pelo Alvinegro carioca atuou em 347 partidas e assinalou 27 gols, de 1955 a 1962.

COMPETIÇÕES:
Amistosos e Torneios Oficiosos (1955 a 1962): J – 202; G – 15
Campeonato Carioca (1955 a 1962): J – 106; G – 10
Torneio Rio-São Paulo (1957 a 1962): J -39; G – 2
TOTAL: J – 347; G – 27

Obs.: Pampolini ainda disputou um jogo pelo Campeonato Carioca de Aspirantes (Reservas) de 1959 e três jogos pelo Torneio Início do Rio de Janeiro de 1961.

Títulos conquistados por Pampolini no Botafogo:
1957
Campeão Carioca.
1959
Campeão Carioca de Aspirantes (1959).
1960
Campeão do Torneio Internacional da Colômbia (Quadrangular de Bogotá).
1961
Campeão do Triangular Internacional da Costa Rica.
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
Campeão Carioca.
1962
Campeão do Pentagonal do México.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
Bicampeão Carioca (Pampolini disputou o 1° jogo do BFR).

Primeiro jogo de Pampolini pelo Botafogo:
BOTAFOGO 1 x 2 TENERIFE (ESP)
Data: 24/05/1955
Local: Santa Cruz de Tenerife (ESP)
Competição: Amistoso
Gols: Julito, aos 15’ (1º tempo); Vinícius, aos 7’ e Munné, aos 35’ (2º tempo)
Botafogo: Gílson, Gérson (Thomé) e Nílton Santos; Orlando Maia, Ruarinho (Danilo) e Juvenal (Pampolini); Garrincha, Dino, Vinícius (Wilson Moreira), Quarentinha (Paulinho Omena) e Neyvaldo. Técnico: Zezé Moreira
Fontes: ABC (de Sevilha) e Boletim do BFR

Decisão do Campeonato Carioca de 1957:
BOTAFOGO 6 x 2 FLUMINENSE
Data: 22/12/1957
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: Cr$3.267.639,00
Público: 89.100 pagantes
Árbitro: Alberto da Gama Malcher
Competição: Campeonato Carioca (decisão)
Gols: Paulinho Valentim (3), aos 3’, 30’ e 42’ (esse de bicicleta), todos no 1° tempo; Escurinho, aos 6’, Paulinho Valentim, aos 9’, Garrincha, aos 15’, Paulinho Valentim, aos 23’ e Waldo, aos 39’ (2º tempo)
Botafogo: Adalberto, Beto, Thomé, Servílio, Pampolini e Nílton Santos; Garrincha, Didi, Paulinho Valentim, Édison e Quarentinha. Técnico: João Saldanha
Fluminense: Castilho, Cacá, Pinheiro, Clóvis, Jair Santana e Altair; Telê, Jair Francisco, Waldo, Róbson e Escurinho. Técnico: Sylvio Pirillo
Obs.: 1) Botafogo, campeão carioca (1957); 2) Maior goleada em decisões de Campeonatos do Rio de Janeiro no profissionalismo.
Fontes: Jornal do Brasil e Jornal dos Sports

Última partida de Pampolini pelo Botafogo:
BOTAFOGO 3 x 0 ATLÉTICO MINEIRO
Data: 04/07/1962
Local: Independência, Belo Horizonte
Árbitro: Frederico Lopes
Competição: Amistoso
Gols: Zagallo, aos 12’ e Amarildo, aos 40’ (1° tempo); Neyvaldo, aos 20’ (2° tempo)
Botafogo: Manga (Ary Jório), Joel, Zé Maria, Nílton Santos (Paulistinha) e Rildo; Ayrton (Pampolini) e Didi (Édison); Garrincha, Amoroso, Amarildo (China) e Zagallo (Neyvaldo). Técnico: Marinho Rodrigues
Atlético Mineiro: Fábio (Válter), Reginaldo, Bueno, Procópio e Marcelino; Fifi e Zico (William); Maurício (Afonsinho), Jaburu (Eduardo), Osvaldo e Noêmio (Ivo). Técnico: Antoninho
Fontes: Boletim do BFR, Jornal do Brasil, Jornal dos Sports e O Globo

Em setembro de 1962 Pampolini foi negociado pelo Botafogo com o Cruzeiro E.C. (MG), pela importância de Cr$500.000,00 (moeda da época), transferindo-se logo em seguida para a A. Portuguesa de Desportos (SP), a quem esteve vinculado até 1968, quando encerrou sua carreira de atleta profissional.

[Fontes para o texto: http://www.rsssfbrasil.com/miscellaneous/hbotafogo.htm; http://terceirotempo.bol.uol.com.br/quefimlevou/qfl/sobre/pampolini-3216.html e Jornal do Brasil, de 28/09/1962, pág. 11 e de 29/09/1962, pág. 12.]

sábado, 11 de agosto de 2012

Lançamento do livro 'Garrincha x Pelé: a Influência da Mídia na Carreira de um Jogador'

Transcrito da edição on-line de hoje do jornal 'Tribuna de Minas', de Juiz de Fora (MG)

Livro propõe 'duelo' Garrincha x Pelé

Eles foram companheiros. Brilharam no primeiro título do futebol brasileiro na Copa de 1958. Com a contusão de um, o outro foi o principal responsável pelo bi mundial em 1962. A situação se inverteu em 1970, quando o outro estava distante da Seleção e o um foi a estrela do tri, no México. Se enfrentaram várias vezes nos áureos tempos de Santos e Botafogo. Mas quem levaria a melhor em um duelo individual, onde apenas Pelé, Garrincha e uma bola estivessem em campo? Essa é a proposta do livro "Garrincha x Pelé: a influência da mídia na carreira de um jogador", que o jornalista Filipe Mostaro lança hoje, às 14h, no Mercearia Gastrô, no Bairro Alto dos Passos.

O embate começou a tomar forma em 2005, quando Mostaro apresentou sua tese de conclusão de curso na Faculdade de Comunicação Social da Universidade Federal de Juiz de Fora. "Sempre escutei de meu pai e dos meus tios que o Garrincha havia sido o maior jogador de todos os tempos. Por outro lado, a mídia apontava Pelé. Essa dúvida norteou meu estudo."

Para responder o irrespondível, Mostaro utilizou os meios de comunicação como pano de fundo. "Quando Garrincha parou, a mídia passou a explorar os problemas de sua vida particular, como o alcoolismo e o caso com a cantora Elza Soares. Ele jogou mais na 'Era do Rádio', então fica difícil provar que ele foi melhor. Por outro lado, Pelé teve a TV como aliada."

Durante os últimos anos, o autor trabalhou na atualização do projeto original. "Revi dados e tracei paralelos com jogadores como Neymar e Ronaldo. Também analisei a história dos dois no cinema, nos filmes 'Pelé eterno' e 'Garrincha - Estrela Solitária'". Após tanto tempo debruçado sobre o tema, Mostaro garante que o livro apresenta uma resposta diferente do senso comum. "Tenho meu ponto de vista, que vai ficar claro para aqueles que lerem o livro", promete o autor, em tom de mistério.

(Nota: O trecho em negrito foi destacado pelo editor do blog).

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

O Médio Italiano Francisco Pollice no Botafogo

pesquisa de Pedro Varanda

Francisco Pollice nasceu em Caserta (Itália) em 05 de julho de 1893 e faleceu em Sorocaba (SP) em 25 de fevereiro de 1952. Sua posição era médio, direito ou esquerdo.

(Foto: Boletim do Botafogo, janeiro/1950)

Veio do Corinthians Paulista para o Botafogo em 1917. Atuou em 106 jogos, marcou 3 (três) gols e conquistou os seguintes troféus pelo Glorioso:

29/07/1917 – 2 x 0 América (RJ). Troféu Federação Brasileira de Remo (Rio de Janeiro).
26/01/1919 – 6 x 1 Sport Recife (PE). Taça Inauguração do Estádio (Recife).
02/02/1919 – 2 x 0 América (PE). Taça Bronze Cidade de Recife (Recife).
17/02/1919 – 7 x 1 Seleção da Bahia. Taça Liga Bahiana (Salvador).
06/04/1919 – 3 x 2 São Cristóvão (RJ). Taça Gargeol - 2º lugar do Estadual de 1918 (Rio de Janeiro).
15/11/1919 – 7 x 2 América (MG). Taça Centro Mineiro (Rio de Janeiro).
25/04/1920 – 5 x 0 Byron (RJ). Taça Alfredo Eubanck (Niterói).

Estreia de Pollice pelo Botafogo e primeiro troféu conquistado:
BOTAFOGO 2 x 0 AMÉRICA (RJ)
Data: 29/07/1917
Local: Rua Paysandu, Rio de Janeiro
Árbitro: Oswaldo Gomes
Competição: Amistoso (Taça Federação Brasileira de Remo)
Gols: Waldemar Serra e Aluízio, ambos no 2° tempo
Botafogo: Abreu, Americano e Osny; Pino, Rolando de Lamare e Pollice; Mário Pinto, Aluízio, Nabuco, Vadinho e Waldemar Serra
América: Álvaro Cardoso, De Paiva e Paulino; Adhemar, Galdino “Nebulosa” e Paula Ramos; Oscar, Pedrinho, Gabriel de Carvalho, Arlindo e Nélson
Obs.: 1) O Botafogo conquistou a Taça Federação Brasileira de Remo; 2) Na preliminar, o Bangu venceu o Andarahy por 3 a 0 e também conquistou outra taça com o mesmo nome; 3) Álvaro Cardoso (ex-atacante) passou a ser goleiro americano.
Fontes: O Paiz e Revista Botafogo, n° 229, de junho-julho/1977

Primeiro gol de Pollice pelo Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 4 FLUMINENSE (RJ)
Data: 15/08/1917
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Competição: Campeonato Carioca
Gols do Botafogo: Pollice e Waldemar Serra
Botafogo: Abreu, Americano e Osny; Pino, Rolando de Lamare e Pollice; Luiz Menezes, Aluízio, Vadinho, Waldemar Serra e Léo.
Obs.: No 2° quadro (time), Fluminense 3 a 1.

BOTAFOGO 6 x 1 SPORT RECIFE (PE)
Data : 26/01/1919
Local: Campo do Sport C. Recife, na Av. Malaquias
Árbitro: Altamiro Mourão dos Santos
Competição: Amistoso (Taça Inauguração do Estádio)
Gols: Candiota, Petiot e Candiota (1° tempo); Petiot, Santinho, Paulo Burlamaqui e Pedro Mazullo (2° tempo)
Botafogo: Cazuza, Monti e Osny; Pollice, Vadinho e Paulo Burlamaqui; Celso, Petiot, Santinho, Candiota e Neco
Sport Recife: Mário Franco, Chalmers e Armindo; Manta, Antônio Mazullo e Eurico; Salazar, Baptista, Pedro Mazullo, Benedicto e Rodrigues
Obs.: 1) O Botafogo conquistou a Taça Inauguração do Estádio; 2) Mazullo I = Antônio e Mazullo II = Pedro, atletas do Sport Club Recife.
Fontes: O Paiz e o Futebol no Botafogo, de Alceu Mendes de Oliveira Castro

BOTAFOGO 2 x 0 AMÉRICA DE RECIFE
Data: 02/02/1919
Local: Av. Malaquias, Recife
Árbitro: Altamiro Mourão dos Santos
Competição: Amistoso (Taça Bronze Cidade de Recife)
Gols: Candiota e Petiot (de pênalti), ambos no 1° tempo
Botafogo: Cazuza, Monti e Osny; Pollice, Vadinho e Baby Rodrigues; Celso, Petiot, Santinho, Candiota e Neco
América de Recife: Tasso, Alexi e Ayres; Soares, Bermudez e Rômulo; Segismundo, Perez, Conceição, Juju e Lapinha
Obs.: 1) O Botafogo conquistou a Taça Bronze Cidade de Recife; 2) O Alvinegro atuou desde os 30’ do 1° tempo com 9 (nove) jogadores, pois Pollice e Candiota deixaram o campo contundidos.
Fontes: O Futebol no Botafogo, de Alceu Mendes de Oliveira Castro e O Paiz

BOTAFOGO 7 x 1 SELEÇÃO DA BAHIA
Data: 17/02/1919
Local: Campo do Rio Vermelho, Salvador
Árbitro: Altamiro Mourão dos Santos
Competição: Amistoso (Taça Liga Bahiana)
Gols: Petiot (3), Luiz Menezes (2), Paulo Burlamaqui e Pollice (Botafogo); Oscar Nova (Sel. Baiana)
Botafogo: Abreu, Monti e Mário Braga; Baby Rodrigues, Pollice e Paulo Burlamaqui; Celso, Petiot, Vadinho, Luiz Menezes e Candiota
Seleção da Bahia: João Nova, Carapicu e Juvenal; Agostinho, Arthur Coelho e Anísio; Chico Costa, Liberato, Oscar Nova, Astério (do Jegue) e Tournillon
Obs.: O Botafogo conquistou a Taça Liga Bahiana.
Fontes: A Tarde (de fevereiro de 1919 e de 18-10-1935) e Boletim do Botafogo, n° 180, pág. 37, de novembro/1961, com foto do time, do arquivo de Rivadávia Corrêa Meyer

BOTAFOGO 3 x 2 SÃO CRISTÓVÃO
Data: 06/04/1919
Local: Rua Paysandu, Rio de Janeiro
Árbitro: Carlos Santos
Competição: Campeonato Carioca de 1918 (decisão do 2° lugar)
Gols: Moura (de pênalti) e Renato Vinhaes, no 1° tempo; Petiot, Luiz Menezes e Joppert, no 2° tempo
Botafogo: Cazuza, Monti e Osny; Pollice, Carlito Rocha e Pino; Celso, Petiot, Joppert, Luiz Menezes e Vadinho
São Cristóvão: Carnaval, Reynaldo e Moura; Castro, Luiz Vinhaes e Martins; Renato Vinhaes, Salema, Apparício, Heitor “Leão” e Iracy
Obs.: 1) Com esse resultado o Botafogo terminou em segundo lugar e conquistou a Taça Gargeol; 2) Segundo ‘O Paiz’, o segundo gol do São Cristóvão foi de Salema, no rebote da falta batida por Renato Vinhaes.
Fontes: Gazeta de Notícias, O Imparcial e O Paiz

BOTAFOGO 7 x 2 AMÉRICA (MG)
Data: 15/11/1919
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Mário Pollo
Competição: Amistoso (Taça Centro Mineiro)
Gols: Luiz Menezes, Gérson, Joppert e Petiot (1° tempo); Junqueira, Petiot, Moacyr, Petiot e Petiot (2° tempo)
Botafogo: Oliveira, Monti e Palamone; Franco, Mário Braga e Pollice; Moacyr, Petiot, Joppert, Luiz Menezes e Celso
América (MG): Lincoln, M. Penna e Toniquinho; Cainço, Octacílio e Dutte; Fausto, Brito, Gérson, Honório e Junqueira
Obs.: O Botafogo conquistou a Taça Centro Mineiro.
Fonte: O Paiz

BOTAFOGO 5 x 0 BYRON (RJ)
Data: 25/04/1920
Local: Rua Dr. March, Barreto, Niterói (RJ)
Competição: Amistoso (Troféu Alfredo Eubanck)
Gols: Petiot (2), Leite de Castro, Arlindo e Fernando Murtinho
Botafogo: Oliveira, Monti e Sylla; Baby Rodrigues, Alfredinho e Pollice; Leite de Castro, Petiot, Fernando Murtinho, Arlindo e Tuca.
Obs.: 1) Inauguração das arquibancadas; 2) Na preliminar, Ararigboya F.C. 3 x 1 Fluminense A.C.; 3) O Botafogo conquistou o Troféu Alfredo Eubanck.
Fontes: Boletim do Botafogo, n° 51, de outubro/1945, pág. 14, Gazeta de Notícias e Jornal do Brasil

Mais um gol (o terceiro) de Pollice pelo Botafogo:
BOTAFOGO 8 x 1 MANGUEIRA (RJ)
Data: 27/06/1920
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Henrique Vignal
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Arlindo (3), Petiot (2), Joppert (2) e Pollice (Botafogo); Mazzeo II (Mangueira)
Botafogo: Oliveira, Monti e Sylla; Coló, Alfredinho e Pollice; Luiz Menezes, Petiot, Joppert, Arlindo e Vadinho
Mangueira: Milla, Fernando e Albertino; Mílton, Mazzeo I e Eurico; Mazzeo II, Motta, Eurico Mendes, Simas e Queiroz
Obs.: Alfredo Mazzeo e Salvador Mazzeo, atletas do S.C. Mangueira.
Fonte: O Paiz

Último jogo de Pollice pelo time principal do Botafogo:
BOTAFOGO 1 x 1 BRITÂNIA (PR)
Data: 10/12/1922
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Competição: Amistoso
Gol do Botafogo: Surica
Botafogo: Haroldo, Palamone e Nestor; Pollice, Alfredinho e Lagreca; Jolibel, Alkindar, Surica, Celso e Arlindo.
Fonte: O Futebol no Botafogo, de Alceu Mendes de Oliveira Castro

[Fonte para os dados pessoais: Sra. Ema Verônica Police Amádio, neta do ex-jogador.]

domingo, 5 de agosto de 2012

Botafogo Campeão do I Mundialito de Clubes de Futebol 7 Society

pesquisa de Claudio Falcão

Após a conquista do título da Liga Nacional, obtido a 22 de julho numa vitória de 5 a 2 sobre o Fluminense F.C., o Botafogo conquistou no início da tarde deste domingo, na Arena Sapucaí, Rio de Janeiro, o título invicto de campeão do I Mundialito de Clubes de Futebol 7 Society.

Equipe alvinegra, comemorando o título da Liga Nacional
(Crédito: Joaquim Azevedo / Jornal F7)

Esta foi a campanha do Alvinegro carioca:

Fase de grupos:
01/08 – Botafogo 2 x 1 Sidekicks (MEX)
Gols do Botafogo: Leno e Buiú.
03/08 – Botafogo 5 x 2 Lazio (ITA)
Gols: Luizinho, Leno, Helcinho, Diegão e Duda (Botafogo); Manfron e Foglia (Lazio).

Semifinal:
04/08 – Botafogo 6 x 1 Peñarol (URU)
Gols: Helcinho, Duda (2), Buiú, Luizinho e Paulinho (Botafogo) e Pampero (Peñarol).

Final:
05/08 – Botafogo 3 x 1 C.R. Flamengo (BRA)
Gols: Beto, Duda e Alípio (Botafogo) e Daniel (Flamengo), todos no 2º tempo.

Técnico campeão: Dalbacy Soares.

Obs.: 1) Duda, atleta do Botafogo, foi premiado como o melhor jogador da competição; 2) Em terceiro lugar no Mundialito colocou-se a Lazio (ITA), com a vitória obtida sobre o Peñarol (URU) por 5 a 4.

[Fontes: site oficial do Botafogo F.R. e http://www.lancenet.com.br.]

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

O Atacante Russinho em sua Passagem pelo Botafogo

pesquisa de Pedro Varanda


Moacyr de Siqueira Queiroz, o Russinho, foi um atacante que atuou pelo Botafogo em 1932 e de 1935 a 1937, tendo assinalado 35 gols em 60 jogos pelo Alvinegro carioca.

Nascido em 1902 e falecido em 1992, foi campeão carioca pelo Glorioso em 1935, ano do nosso tetracampeonato.

Estreia:
BOTAFOGO 2 x 3 INTERNACIONAL (RS)
Data: 15/11/1932
Local: Eucaliptos, Porto Alegre
Competição: Amistoso
Gols do Botafogo: Russinho e Álvaro
Botafogo: Victor, Benedicto e Rodrigues; Affonso (Ariel), Martim e Canalli; Álvaro, Almir, Carvalho Leite, Russinho e Celso.
Obs.: 1) Russinho (do Vasco da Gama) reforçou o Botafogo; 2) Segundo o ‘Correio do Povo’ e o ‘Jornal do Brasil’, de 23-11, o segundo tento do Botafogo também foi de Russinho, de cabeça.

Primeira vitória de Russinho com a camisa do Botafogo:
BOTAFOGO 2 x 1 CRUZEIRO (RS)
Data: 24/11/1932
Local: Chácaras das Camélias, Porto Alegre
Competição: Amistoso
Gols do Botafogo: Carvalho Leite e Martim
Botafogo: Victor, Benedicto e Rodrigues; Ariel, Martim e Canalli; Álvaro, Paulinho, Carvalho Leite, Russinho (Almir) e Celso.
Obs.: Russinho (do Vasco da Gama) reforçou o Botafogo.

Primeiro jogo de campeonato:
BOTAFOGO 4 x 1 CARIOCA
Data: 07/07/1935
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Árbitro: Lóris Valdetaro Cordovil
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Vianna, Carvalho Leite e Patesko (1° tempo); Álvaro e Carvalho Leite (2º tempo)
Botafogo: Alberto, Octacílio e Nariz; Affonso, Martim e Canalli; Álvaro, Leônidas da Silva, Carvalho Leite, Russinho e Patesko
Carioca: Jaguaré, Lino e Vianna; Jayme (Bené), Otto e Alcides; Roberto, Deco, Moacyr, Gentil e Popó
Obs.: 1) Estrearam em jogos oficiais Leônidas da Silva e Moacyr de Siqueira Queiroz (Russinho); 2) Álvaro cobrou um pênalti na trave.
Fontes: Jornal dos Sports e O Jornal

Último jogo de Russinho pelo Botafogo:
BOTAFOGO 0 x 2 AMÉRICA (RJ)
Data: 18/08/1937
Local: Campos Salles, Rio de Janeiro
Competição: Amistoso
Botafogo: Aymoré Moreira, Octacílio e Nariz (Lino); Luciano, Martim e Canalli; Moura Costa (Áttila), Álvaro, Chemp, Russinho (Antenor) e Patesko.

[Fontes para o nome do ex-atleta: Jornal do Brasil, de 08/01/1930 e Folha da Noite, 16/04/1930].