quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Botafogo empatou com a Unión Española pela Libertadores

por Claudio Falcão


Jogando na noite desta quarta-feira em Santiago do Chile contra a Unión Española (CHI), pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, o Botafogo alcançou o empate em 1 a 1, através de um gol de cabeça do centro-avante ‘Tanque’ Ferreyra, nos minutos finais da partida.

O nosso próximo compromisso na competição será a 12/03 contra o Independiente del Valle (EQU), também fora de casa.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO F.R. 1 X 1 UNIÓN ESPAÑOLA S.A.D.P. (CHI)
Data: 26/02/2014
Local: Estádio Santa Laura, Santiago
Árbitro: Juan Soto (VEN)
Renda: ?
Gols: Chávez, aos 29’ e Ferreyra, aos 40’ (ambos no 2º tempo)
Botafogo: Jefferson, Edílson, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel (Bolatti, aos 14’ do 2º tempo), Jorge Wagner (Henrique, aos 33’ do 2º tempo) e Lodeiro; Wallyson (Daniel, aos 43’ do 2º tempo) e Ferreyra. Técnico: Eduardo Húngaro
Unión Española: Sánchez, Miranda, Ampuero, Navarrete e Berardo; Faravelli, Pavez, Chávez e Salom; Jaime e Campos. Técnico: Pedro Reyes (interino, pois o técnico efetivo, José Luis Sierra, encontrava-se suspenso), que não efetuou substituições em sua equipe.
Nota: cartões amarelos foram atribuídos a Edílson, Ferreyra e Marcelo Mattos, pelo Botafogo e a Pavez, pela Unión Española.

[Fontes: Extra e SporTV.]

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Paulistinha, o Grande 'Curinga' do Botafogo

pesquisa de Pedro Varanda

Paulistinha, em 1962

Nome: Oswaldo Sampaio Júnior (Paulistinha).
Nascimento: 20 de agosto de 1939 (Sorocaba – SP).
Falecimento: 09 de fevereiro de 2005 (Rio de Janeiro – RJ).

Estreia pelo Botafogo: 05/06/1958 – 6 x 0 Portuguesa-RJ (Torneio João Teixeira de Carvalho).
Gols: Neyvaldo (3), Quarentinha (2) e Édison.

Despedida pela equipe principal: 19/07/1969 – 2 x 0 Campo Grande-RJ (Taça Guanabara).
Gols: Ferretti e Iroldo.

Obs.: Em 1970 Paulistinha atuou pela categoria de aspirantes.

Jogos: 315 (trezentos e quinze) + 10 (dez) partidas pelo Torneio Início e 5 (cinco) pelos reservas.
Gols: 5 (cinco). E mais um gol, atuando pela equipe reserva, em 17/09/1967.

TÍTULOS*: 17 (dezessete) e mais três pelos aspirantes.
Campeonato Carioca de Aspirantes: 1958 / 59.
Taça Antônio Gomes de Avellar de Aspirantes: 1961.
Campeonato Carioca (Estadual): 1961 / 62 / 67 / 68.
Campeonato Brasileiro (Taça Brasil): 1968
Torneio Início do Rio de Janeiro: 1962.
Torneio Rio-São Paulo: 1962 / 64 / 66.
Torneio de Teresina: 1966.
Taça Guanabara: 1967.
Torneios Internacionais: Quadrangular de Bogotá (JAN-1960), Triangular Internacional da Costa Rica (FEV-1961), Pentagonal do México (FEV-1962), Torneio de Paris (JUN-1963), Quadrangular do Suriname (JUN-1964) e Hexagonal do México (FEV-1968).
* Foram considerados os campeonatos, taças e torneios em que Paulistinha atuou.

Obs.: Torneios conquistados pelo Botafogo em que Paulistinha não jogou (segundo pesquisa em diversos periódicos) – Início do Rio de Janeiro (1961 / 63 / 67), Jubileu de Ouro da Associação de Futebol – La Paz (MAR-1964), Taça Círculo de Periódicos Esportivos de Caracas (JAN-1966), Taça Carranza de Buenos Aires (FEV-1966), Triangular de Caracas (JAN-1967 e FEV-1970) e Taça Guanabara (SET-1968).

Notas: 1) Paulistinha é considerado o melhor ‘curinga’ que o clube já teve. Sua verdadeira posição era quarto-zagueiro (camisa 3), mas atuou em quase todas as posições da defesa: beque-central (camisa 2), cabeça-de-área (camisa 5), lateral-direito (camisa 4) e esquerdo (camisa 6). Para ser mais preciso, jogou até de atacante; 2) Pelo Torneio Início disputou 10 (dez) jogos, não marcando gol. 

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Botafogo derrotou o San Lorenzo pela Libertadores

por Claudio Falcão


O Botafogo começou com o pé direito sua participação na fase de grupos da Copa Libertadores de 2014, ao derrotar por 2 a 0 o San Lorenzo (ARG) na noite desta terça-feira no Maracanã.

O primeiro gol, também o primeiro do atacante argentino ‘Tanque’ Ferreyra com a camisa alvinegra, nasceu de um chute de Jorge Wagner, que desviou na zaga e foi rebatido pelo arqueiro adversário, quando o camisa 9 botafoguense surgiu, muito bem colocado, para finalizar para o fundo da meta.

O segundo gol, assinalado já no segundo tempo, foi resultado de um arremate de longa distância desferido por Wallyson.

O próximo compromisso do Glorioso na mesma competição será a 26/02, no Chile, contra a equipe da Unión Española.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO F.R. 2 X 0 C.A. SAN LORENZO DE ALMAGRO (ARG) 
Data: 11/02/2014
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Renda / Público: R$1.595.480,00 / 28.116 pagantes e 32.201 presentes
Gols: Ferreyra, aos 29’ (1º tempo) e Wallyson, aos 6’ (2º tempo)
Botafogo: Jefferson, Edílson, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner e Lodeiro (Júnior César, aos 46' do 2º tempo); Wallyson (Bolatti, aos 41' do 2º tempo) e Ferreyra (Henrique, aos 24' do 2º tempo). Técnico: Eduardo Húngaro
San Lorenzo: Torrico, Buffarini, Cetto, Gentiletti e Emmanuel Más; Mercier, Kalinski, Ortigoza (Romagnoli, aos 18' do 2º tempo) e Piatti (Villalba, aos 29' do 2º tempo); Ángel Correa e Blanci (Mauro Matos, aos 18' do 2º tempo). Técnico: Edgardo Bauza
Nota: receberam cartões amarelos Gabriel, pelo Botafogo e Emanuel Más, Ángel Correa e Gentiletti, pelo San Lorenzo.

[Fontes: Lance! e Extra.]

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Quarto Aniversário do DataFogo no Blogger

por Claudio Falcão


Há exatos quatro anos ‘inauguramos’ o blog DataFogo no Blogger.

Foram, até o momento, 333 postagens, sendo estas as três mais acessadas: Títulos conquistados pelo Botafogo no Futebol Juvenil (atual Júnior, Sub-20) – 1ª parte, Goleiros do Botafogo no Profissionalismo e Confrontos Botafogo F.R. x F.C. Barcelona.

Contamos com 61 seguidores e com 98.992 visitas, como mostra o nosso ‘contador’, perfazendo uma média mensal de 2.062 e uma média diária de 68 visitas. O número alcançado pelas visualizações de páginas chegou a 166.654.

Quero aqui mais uma vez externar os agradecimentos ao assíduo colaborador do DataFogo, o pesquisador Pedro Varanda, que habitualmente nos envia material para publicação, baseado em suas minuciosas investigações.

Ressalto também a reciprocidade com Caíque Lacerda, editor do blog Bandeiras Botafoguenses, parceiro constante na troca de ideias e informações.

O objetivo é, como sempre, o de divulgar a Gloriosa História e as conquistas do nosso Botafogo F.R.

Saudações Botafoguenses Campeãs!

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Botafogo avança à Fase de Grupos da Libertadores

por Claudio Falcão


Após a derrota por 1 a 0 sofrida a 29/01 em Quito, o Botafogo impôs na noite desta quarta-feira, no Maracanã, uma goleada de 4 a 0 ao Deportivo Quito, avançando à fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2014.

O Glorioso se integrará ao Grupo 2, onde terá como adversários o San Lorenzo (ARG), a Unión Española (CHI) e o Independiente del Valle (EQU). E a nossa participação já começa em 11/02, quando nos defrontaremos com o San Lorenzo, jogando em casa.

Além da garra demonstrada pela equipe e da eficiência do atacante Wallyson nos arremates a gol, o espetáculo à parte ficou mais uma vez por conta da maravilhosa Torcida (com letra maiúscula) Alvinegra, que em grande número e empolgação empurrou o Botafogo para mais um triunfo. O nosso “12º Jogador” ainda exibiu um mosaico, onde se lia a frase “O Gigante Voltou”, o que não poderia deixar de nos emocionar, alvinegros de coração e alma.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO F.R 4 X 0 S. DEPORTIVO QUITO
Data: 05/02/2014
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Silvio Trucco (ARG)
Renda / Público: R$2.197.300,00 / 45.154 pagantes e 50.608 presentes
Gols: Wallyson, aos 36’ (1º tempo); Wallyson, aos 21’ e 34’ e Henrique, aos 45’ (2º tempo)
Botafogo: Jefferson, Edílson, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner (Rodrigo Souto, aos 39’ do 2º tempo) e Lodeiro; Wallyson (Henrique, aos 38’ do 2º tempo) e Ferreyra (Elias, aos 20’ do 2º tempo). Técnico: Eduardo Húngaro
Deportivo Quito: Ramírez, Chinga, Bonjour, Romero e Vayas; Vega, Andrade, Olivo (Bravo, no intervalo) e Feraud (Morales, aos 37’ do 2º tempo); Estupiñán (Lara, aos 9’ do 2º tempo) e Calderón. Técnico: Juan Carlos Garay
Nota: receberam cartões amarelos Edílson e Marcelo Mattos, pelo Botafogo e Romero, Estupiñán e Calderón, pelo Deportivo.

[Fontes: Lance! e Extra.]

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O Atacante 'Búfalo' Gil quando atuou no Botafogo

pesquisa de Pedro Varanda

(Futebol Cards Ping Pong)

HISTÓRICO:

Nome: Gilberto Alves (Gil)
Nascimento: 24/12/1950 (Nova Lima-MG)

Estreia – 27/03/1977 – 2 x 0 Fluminense (Campeonato Carioca), Maracanã.
Botafogo: Ubirajara Alcântara, Perivaldo, Osmar, Renê e Rodrigues Neto; Carbone (Ademir Vicente), Paulo Cézar e Mário Sérgio (Manfrini); Gil, Nílson Dias e Dé. Técnico: Sebastião Leônidas. Gols: Gil e Manfrini. Obs.: 1) Reestreia de Paulo Cézar Lima “Caju”; 2) O Botafogo conquistou o Troféu José Carlos Pace “Moco”.

Despedida – 02/08/1980 – 1 x 1 Fluminense (Taça Guanabara), Maracanã.
Botafogo: Paulo Sérgio, Perivaldo, Oswaldo, Carlos Alberto Batata e Serginho Moura; Zé Carlos (Silva), Luizinho Rangel e Mendonça; Gil (Édson), Marcelo e Renato Sá. Técnico: Othon Valentim. Gol: Mendonça.

Gil atuou em 157 jogos e marcou 53 gols pelo Botafogo, entre 1977 e 1980. Ajudou na conquista de dois troféus para o clube: Taça José Carlos Pace “Moco” (1977) e Taça Adhemar Bebiano (1979).