segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Botafogo é Bicampeão Brasileiro de Remo Sênior 2013-2014

pesquisa de Claudio Falcão

(Imagem: site oficial da Confederação Brasileira de Remo)

Iniciado em 25/09 e concluído neste domingo em São Paulo, na raia da USP, foi disputado o Campeonato Brasileiro de Remo Sênior, tendo o Botafogo conquistado o título de bicampeão, ao alcançar oito primeiros lugares.

Medalhas de ouro da equipe alvinegra:

- Dois Sem Sub-23 Feminino, com Gabriela Eduarda C. de Almeida Salles e Camila Serrão Cunha.

- Quatro Sem Peso-Leve, com Aílson Eráclito da Silva, Célio Dias Amorim, Emanuel Dantas Borges e Felipe Soares da Silva.

- Single Skiff Peso-Leve Sub-23, com Uncas Tales Batista.

- Double Skiff Aberto, com Anderson Nocetti e Aílson Eráclito da Silva.

- Quatro Sem, com Aílson Eráclito da Silva, Anderson Nocetti, Célio Dias Amorim e Fábio José Santana Moreira.

- Dois Sem Peso-Leve Sub-23, com Guilherme Ricardo Gomes e Daivid Faria de Souza.

- Single Skiff Sub-23, com Uncas Tales Batista.

- Four Skiff Feminino, com Gabriela Eduarda C. de Almeida Salles, Camila Serrão Cunha, Larissa Souza de Santana e Fernanda Nunes Leal Ferreira.

Classificação final da competição:
1º lugar (bicampeão): Botafogo F.R., com 8 medalhas de ouro, 2 de prata e 3 de bronze.
2º lugar: G.N. União (RS), com 5 medalhas de ouro, 2 de prata e 3 de bronze.
3º lugar: C.R. Flamengo, com 4 medalhas de ouro, 8 de prata e 3 de bronze.

domingo, 28 de setembro de 2014

Caricatura 04 – Benedicto Menezes

por Claudio Falcão

Benedicto de Moraes Menezes, seu nome completo, foi um jogador gaúcho que atuou pelo Botafogo entre 1928 e 1932, inicialmente como atacante, firmando-se depois como zagueiro.

E foi como zagueiro que sagrou-se campeão carioca pelo Glorioso em 1930 e 1932, tendo disputado a copa do mundo de 1930 pela seleção brasileira.

Em 1933 passou para o Fluminense F.C., onde ficou por pouco tempo, transferindo-se em seguida para o futebol italiano.

É ele o retratado de hoje na nossa série de caricaturas.

[Fontes: O Futebol no Botafogo – 1904-1950, de Alceu Mendes de Oliveira Castro e site RSSSF Brasil.]

Caricaturista: G. Veiga  1931
(fonte: Jornal dos Sports)

terça-feira, 23 de setembro de 2014

O Botafogo de Camisas Brancas em 1948

pesquisa de Claudio Falcão

Em um amistoso internacional, realizado no Rio de Janeiro a 20 de maio de 1948, o Botafogo atuou contra o Southampton de uniforme todo branco, visto que seu adversário britânico jogou com camisas listradas e calções negros.

Da esquerda para a direita, em pé: Marinho, Ávila, Juvenal, 
Nílton Santos, Oswaldo e Gérson; agachados: Nerino,  
Geninho, Heleno de Freitas, Pirillo e Demósthenes
(imagem: A Noite, 21/05/1948)

(imagem: A Noite, 21/05/1948)

Segue a ficha técnica da partida:

BOTAFOGO F.R. 3 x 1 SOUTHAMPTON F.C. (ING)
Data: 20/05/1948
Local: São Januário, Rio de Janeiro
Competição: Amistoso
Renda: Cr$317.060,00
Arbitragem: George Reader, auxiliado por Mário Vianna e Alberto da Gama Malcher
Gols: Pirillo, aos 15’, Ellerington (pênalti), aos 25’ e Heleno, aos 42’ (1º tempo); Demósthenes, aos 29’ (2º tempo)
Botafogo: Oswaldo ‘Baliza’, Gérson e Nílton Santos; Marinho, Ávila e Juvenal; Nerino, Geninho, Pirillo (Octavio), Heleno e Demósthenes. Técnico: Zezé Moreira
Southampton: Black, Ellerington e Rockford; Smith, Webber e Mallett; Day, Curtiss, Waymann, Scott (Bates) e Grant. Técnico: William Dodgin

[Fontes: A Noite, 20 e 21/05/1948, Diário da Noite, 21/05/1948 e O Futebol no Botafogo – 1904-1950, de Alceu Mendes de Oliveira Castro.]

domingo, 21 de setembro de 2014

Caricatura 03 – Nilo Murtinho

por Claudio Falcão

Continuamos hoje com a nossa série de caricaturas com um trabalho sobre o antigo atacante Nilo Murtinho Braga.

O mesmo atuou no Botafogo no período de 1919 a 1937, com algumas passagens pelo S.C. Brasil e também pelo Fluminense F.C. ainda nos anos 20, porém com uma vinculação muito mais efetiva (e afetiva) com o Glorioso.

Foi campeão carioca pelo Botafogo em 1930 e 1932-1933-1934-1935 (tetra), tendo competido pelo selecionado brasileiro na copa do mundo de 1930.


Caricaturista: G. Veiga  1931
(fonte: Jornal dos Sports)

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Botafogo Campeão Carioca de Voleibol Adulto Masculino de 1950

pesquisa de Claudio Falcão

Os campeonatos cariocas de voleibol adulto de 1950, tanto no masculino como no feminino, por sinal ambos conquistados pelo Botafogo, só foram concluídos em janeiro de 1951.

Sobre a competição feminina já foi feita uma postagem aqui no blog (leia em http://datafogo.blogspot.com.br/2011/03/voleibol-feminino-do-botafogo-1950-e.html). Tratarei hoje do campeonato masculino.

Da esquerda para a direita, em pé - Coqueiro, Betinho, Bolonha
e Hélio; agachados - Ari, Álvaro, Joelsio e Glader
(imagem: Esporte Ilustrado, 28/12/1950)

Disputaram o título as seguintes agremiações: América F.C., Botafogo F.R., C.R. Flamengo, Fluminense F.C., Grajaú T.C., Guayra A.C., Jequiá E.C., G.E.E. Realengo, A.A. Tijuca, Tijuca T.C. e C.R. Vasco da Gama.

O Clube da Estrela Solitária foi campeão com 19 vitórias e apenas 1 derrota (sofrida para o Flamengo, no 1º turno).

Últimos jogos do Botafogo na competição:

12/12/1950 – Quadra do Grajaú (Engenheiro Richard) – Botafogo 2 x 0 Grajaú (15x9 e 15x11)
Botafogo: Betinho, Coqueiro, Glader, Benjamim, Bolonha, Didiu e João.

21/12 – Quadra da A.A. Tijuca (Barão de Mesquita) – Botafogo 2 x 0 A.A. Tijuca (15x5 e 15x6)
Botafogo: Bolonha, Glader, Ardelim, Helinho, Betinho e Álvaro.

28/12 – Quadra do Botafogo (Mourisco) – Botafogo 2 x 1 Fluminense (4x15, 15x9 e 16x14)
Botafogo: Betinho, Aché, Glader, Álvaro, Helinho, Joelsio, Ari, Luiz e Sérgio.

04/01/1951 – Quadra do Realengo – Botafogo 2 x 0 Realengo (15x2 e 16x14)
Botafogo: Álvaro, Joelsio, Heitor, Betinho, Helinho e Coqueiro.

09/01 – Quadra do Botafogo (Mourisco) – Botafogo 2 x 0 Flamengo (15x10 e 15x11)
Botafogo: Betinho, Aché, Everest, Helinho, Joelsio e Sérgio.

24/01 (*) – Quadra do Botafogo (Mourisco) – Botafogo 2 x 1 Tijuca T.C. (15x13, 12x15 e 15x5)
(*) – Continuação da partida que teve o seu início disputado em 14/12/1950, a qual havia sido interrompida no 1º set, com o placar de 10x10.
Botafogo: Betinho, Glader, Coqueiro, Helinho, Joelsio e Álvaro.

30/01 – Quadra do Vasco da Gama (São Januário) – Botafogo 2 x 1 Vasco da Gama (15x4, 11x15 e 15x8)
Botafogo: Joelsio, Helinho, Álvaro Roma, Glader, Betinho e Coqueiro.

Técnico campeão: Nélson Santos.

Nota: Os atletas Betinho, Coqueiro (Luiz Eduardo Pons), Helinho e Joelsio integraram a seleção carioca, campeã brasileira invicta de seleções de 1950.

[Fontes: Jornal dos Sports, diversas edições; Correio da Manhã, 31/01/1951 e Diário da Noite, 01/02/1951.]

domingo, 14 de setembro de 2014

Caricatura 02 – Carvalho Leite

por Claudio Falcão

Nossa série prossegue com duas caricaturas, uma de 1931 e outra de 1935, do antigo atacante Carvalho Leite, que atuou no Botafogo entre 1929 e 1941, tendo posteriormente exercido a atividade de técnico de futebol. Sagrou-se campeão carioca de 1930, 1932-1933-1934-1935 (tetra) e participou das copas do mundo de 1930 e de 1934 com a seleção brasileira. É o segundo maior artilheiro da História do Clube, perdendo apenas para Quarentinha.

Seu nome era Carlos Antônio Dobbert de Carvalho Leite, tendo o mesmo sido também médico e técnico de futebol do Glorioso (leia mais em http://datafogo.blogspot.com.br/2010/03/botafogo-um-clube-de-atletas-medicos.html).

Esperamos que a série seja do agrado dos leitores e continuamos aguardando comentários a respeito da nossa iniciativa.

Caricaturista: G. Veiga  1931
(fonte: Jornal dos Sports)
Ano: 1935
(imagem: Jornal dos Sports)

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O Goleiro Ricardo Cruz

pesquisa de Claudio Falcão


Ricardo da Cruz Cerqueira, ou simplesmente Ricardo Cruz, nasceu no Rio de Janeiro (RJ) a 15 de agosto de 1963.

Em 1981 já se encontrava atuando pelas categorias de base do Fluminense.

Veio do Tricolor para o Botafogo em junho de 1988.

Estreia de Ricardo Cruz no Botafogo:

18/06/1988 – Botafogo 1 x 0 Fabril E.C., de Lavras (MG), amistoso.
Gol: Luís Cláudio.

Títulos de Ricardo Cruz pelo Botafogo:

Torneio de Palma de Mallorca (1988).
Campeonato Estadual (1989-1990).

Equipe campeã estadual invicta de 1989: da esquerda para a direita,
em pé - Josimar, Ricardo Cruz, Carlos Alberto Santos, Mauro Galvão,
Wilson Gottardo e Marquinho; agachados - Maurício, Luisinho,
Vítor, Paulinho Criciúma e Gustavo

Pelo Glorioso atuou em 183 partidas, sofrendo 131 gols, de 1988-1992 (pesquisa de Pedro Varanda).

Transferiu-se para a Ponte Preta em 1993, retornando ao Fluminense em 1994.

[Fontes: Jornal do Brasil e O Globo.]

domingo, 7 de setembro de 2014

Caricatura 01 – Francisco Pollice

por Claudio Falcão

Iniciamos hoje, com o propósito de continuar preferencialmente aos domingos, a publicação semanal de caricaturas de antigos jogadores do Botafogo, digitalizadas de exemplares de jornais e revistas.

Sempre que houver possibilidade, o nome do caricaturista será mencionado, muito embora, em algumas situações, a assinatura do artista gráfico encontre-se ilegível em seu trabalho ou a identificação do mesmo não seja informada por alguns periódicos.

A série começa com uma caricatura de 1921 do médio italiano Francisco Pollice, que atuou no Alvinegro carioca de 1917 a 1922, e que já foi motivo de uma postagem exclusiva aqui no DataFogo (leia em http://datafogo.blogspot.com.br/2012/08/o-medio-italiano-francisco-pollice-no.html).

Esperamos que a série seja do agrado dos leitores e, dentro do possível, que venham comentários a respeito da nossa iniciativa.

Caricaturista: Leite  1921
(fonte: Sport Illustrado)

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Decisões do Botafogo por Pênaltis na Copa do Brasil

pesquisa de Pedro Varanda


Até a presente data foram estas as decisões por pênaltis que ocorreram em partidas do Botafogo pela Copa do Brasil:

23/04/1996 – 0 (2) x 0 (4) Paraná (Copa do Brasil), Durival Britto e Silva.
Obs.: Nos pênaltis, Paraná 4 a 2. Hugo e Julinho marcaram para o Botafogo. Bentinho e Jamir desperdiçaram para o Alvinegro. Na partida anterior, em 16-04, no Caio Martins, 0 a 0.

12/05/1999 – 1 (4) x 2 (1) Atlético Paranaense (Copa do Brasil), Pinheirão.
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 4 a 1, Sandro, Fábio Augusto, Caio e César Prates marcaram para o Alvinegro. Na partida anterior, em 05-05, no Maracanã, Botafogo 2 x 1 Atlético Paranaense.

11/06/1999 – 1 (4) x 1 (2) Palmeiras (Copa do Brasil), Maracanã.
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 4 a 2, Fábio Augusto, Rodrigo, César Prates e Sérgio Manoel marcaram. Sandro desperdiçou. Na partida anterior, em 28-05, no Parque Antarctica, 1 a 1.

28/05/2008 – 1 (4) x 2 (5) Corinthians (Copa do Brasil), Morumbi.
Obs.: Nos pênaltis, Corinthians 5 a 4. Lúcio Flávio, Alexsandro, André Luís e Jorge Henrique marcaram para o Botafogo. Zé Carlos desperdiçou para o clube de General Severiano. Na partida anterior, em 20-05, no Engenhão, Botafogo 2 x 1 Corinthians.

16/04/2009 – 2 (4) x 1 (5) Americano (Copa do Brasil), Engenhão.
Obs.: Nos pênaltis, Americano 5 a 4. Juninho, Léo Silva, Victor Simões e Leandro Guerreiro marcaram para o Botafogo e Maicosuel desperdiçou, cobrou na trave. Na partida anterior, em 08-04, no Godofredo Cruz, Americano 2 x 1 Botafogo.

02/03/2011 – 1 (4) x 0 (1) River Plate-SE (Copa do Brasil), Engenhão.
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 4 a 1, Márcio Rozário, Herrera, Antônio Carlos e Lucas marcaram. Na partida anterior, em 23-02, no Lourival Baptista, River Plate-SE 1 x 0 Botafogo.

21/03/2012 – 1 (3) x 1 (2) Treze (Copa do Brasil), Engenhão.
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 3 a 2, Andrezinho, Antônio Carlos e Felipe Menezes marcaram. Renato e Loco Abreu desperdiçaram para o clube de General Severiano. Na partida anterior, em 15-03, no José Américo de Almeida Filho, 1 x 1.

24/07/2013 – 0 (5) x 1 (4) Figueirense (Copa do Brasil), Orlando Scarpelli.
Obs.: Nos pênaltis, Botafogo 5 a 4, Seedorf, Renato, Dória (primeira série), Alex e Rafael Marques (segunda série) marcaram. Lodeiro e Edílson desperdiçaram na primeira série. Na partida anterior, em 03-07, no Raulino de Oliveira, Estádio da Cidadania, Botafogo 1 x 0 Figueirense.

Nota: ao longo da História do Botafogo F.R., o Alvinegro carioca disputou 43 decisões por pênaltis, vencendo 23 e perdendo 20.

[Fontes: Jornal do Brasil, Jornal dos Sports, O Globo, O Dia, Extra, Lance!, Redes Globo e Bandeirantes.]