quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Botafogo Campeão Carioca de Remo de 1899

pesquisa de Claudio Falcão

A propósito da recente conquista (19 de outubro) do sexto título de campeão estadual de remo do Clube da Estrela Solitária, lembramos que no dia 4 de junho de 1899 o C.R. Botafogo conquistava o seu primeiro título regional no Remo.

A seguir vejam como o extinto periódico ‘O Paiz’ noticiou o fato, e duas semanas depois, como o mesmo jornal informava sobre as festividades havidas no Clube, motivadas por aquela conquista. E por último, uma imagem da guarnição campeã, a bordo da embarcação Diva.

Verifiquem: são notícias ainda do século XIX!

(O Paiz, 05/06/1899)

(O Paiz, 20/06/1899)

(Semana Sportiva, 11/08/1900)

domingo, 26 de outubro de 2014

Caricatura 08 – Geninho

por Claudio Falcão

Hoje temos a caricatura do meia-direita Geninho, Ephigênio de Freitas Bahiense, que atuou no Botafogo de 1940 a 1954, tendo conquistado pelo Alvinegro carioca os títulos do Torneio Início de 1947 e do Campeonato Carioca de 1948.


Caricaturista: Michel  1943
(fonte: Esporte Ilustrado)

domingo, 19 de outubro de 2014

Botafogo é Bicampeão Estadual de Remo 2013-2014

pesquisa de Claudio Falcão

(Imagem: site oficial do Botafogo F.R.)

Pela primeira vez em sua centenária história o Remo Alvinegro conquistou neste domingo, na Lagoa Rodrigo de Freitas, o título de bicampeão estadual de remo.

São estes os títulos conquistados pelo Botafogo, no Campeonato Estadual de Remo [6]: 1899, 1960, 1962, 1964 e 2013-2014.

É o que se diz e o que se prova: Botafogo, o clube campeão em três séculos!

Mas vejam as guarnições vitoriosas do Botafogo na competição de 2014:

1ª REGATA – 30 de março

Double Siff Júnior B – 1.500m
Lucas Vertheim Ferreira
Bernardo Timm Boggian

Single Skiff Peso Leve Sub-23 – 2.000m
Guilherme Ricardo Gomes

Single Skiff Infantil – 500m
Luiz Felipe Faria

4 Com Aspirantes – 2.000m
Carlos Alberto Ferreira Santos
Fellipe Reyson de Souza Xavier
Alejandro Yimaz Luy
William Silva Calixto
Tiago de Melo Castro

Single Skiff Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista

2 Sem Aberta – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Anderson Nocetti

8 Com Sub-23 – 2.000m
Marciel Morais Souza
Felipe Soares da Silva
Uncas Tales Batista
Augustin Suleiman Wambersie
Guilherme Ricardo Gomes
José Antônio Barchilon de Castro
Daivid Faria de Souza
Dickson Grael Macedo
Pablo Padovani

VENCEDOR DA 1ª REGATA – BOTAFOGO – 148 pontos

2ª REGATA – 18 de maio

2 Sem Peso Leve Sub-23 – 2.000m
Guilherme Ricardo Gomes
Daivid Faria de Souza

Single Skiff Infantil – 500m
Luiz Felipe Faria

Single Skiff Júnior B – 1.500m
Lucas Vertheim Ferreira

Double Skiff Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista
Carlos Alberto Ferreira Santos

Four Skiff Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista
Daniel Afonso Kelly da Silva
Bernardo Timm Boggian
Carlos Alberto Ferreira Santos

8 Com Peso Leve – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Célio Dias Amorim
Guilherme Ricardo Gomes
Daivid Faria de Souza
Emanuel Dantas Borges
Diego Donizette Nazário
Marciel Morais Souza
Felipe Soares da Silva
Tiago de Melo Castro

VENCEDOR DA 2ª REGATA – BOTAFOGO – 142 pontos

3ª REGATA – 15 de junho

Double Skiff Peso Leve Sub-23 – 2.000m
Uncas Tales Batista
Daivid Faria de Souza

Single Skiff Infantil – 500m
Luiz Felipe Faria

Double Skiff Júnior B – 1.500m
Lucas Vertheim Ferreira
Daniel Afonso Kelly da Silva

Single Skiff Júnior B Feminino – 1.500m
Ruti Santos Barreto

4 Sem Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista
Augustin Suleiman Wambersie
Caio Domênico de Lucena Schettino
Carlos Alberto Ferreira Santos

COLOCAÇÃO DO BOTAFOGO NA 3ª REGATA – 2º LUGAR – 121 pontos

4ª REGATA – 3 de agosto

4 Com Sub-23 – 2.000m
Marciel Morais Souza
Felipe Soares da Silva
Guilherme Ricardo Gomes
Daivid Faria de Souza
Pablo Padovani

Double Skiff Peso Leve – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Diego Donizette Nazário

Four Skiff Júnior B – 1.500m
Lucas Vertheim Ferreira
Bernardo Timm Boggian
Daniel Afonso Kelly da Silva
Gabriel de Thuim Ribeiro da Gama

Double Skiff Infantil – 500m
Luiz Felipe Faria
Daniel Nascimento de Farias

Four Skiff Peso Leve – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Diego Donizette Nazário
Emanuel Dantas Borges
Célio Dias Amorim

Single Skiff Aberta – 2.000m
Anderson Nocetti

VENCEDOR DA 4ª REGATA – BOTAFOGO – 149 pontos

5ª REGATA – 21 de setembro

Single Skiff Sub-23 – 2.000m
Guilherme Ricardo Gomes

Single Skiff Infantil – 500m
Luiz Felipe Faria

2 Sem Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista
William Siva Calixto

4 Sem Peso Leve – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Célio Dias Amorim
Emanuel Dantas Borges
Felipe Soares da Silva

Double Skiff Sub-23 – 2.000m
Daivid Faria da Silva
Guilherme Ricardo Gomes

Single Skiff Júnior B – 1.500m
Lucas Vertheim Ferreira

Yolete 4X Infantil Feminino – 500m
Isabella Constanza Ibeas
Thalita Rosa Soares
Luiza Telles de Andrade
Nina Secchin Moreira Garcia
Larissa Soares da Silva

4 Sem Maters B – 1.000m
Rogério Ney Stallone Palmeiro
César Boggian
Luiz Guilherme Barbosa Marzano
Victor Rage Jahara Neto

Chave: A – Four Skiff Aberta – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Anderson Nocetti
Emanuel Dantas Borges
Diego Donizette Nazário

Chave: A – 8 Com Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista
Heitor dos Santos Araújo
Bernardo Timm Boggian
Daniel Afonso Kelly da Silva
Caio Domênico de Lucena Schettino
William Silva Calixto
Fellipe Reyson de Souza Xavier
Carlos Alberto Ferreira Santos
Pablo Padovani

VENCEDOR DA 5ª REGATA – BOTAFOGO – 202 pontos

6ª REGATA – 19 de outubro

4 Com Júnior A – 2.000m
Uncas Tales Batista
William Silva Calixto
Fellipe Reyson de Souza Xavier
Carlos Alberto Ferreira Santos
Pablo Padovani

4 Com Infantil – 500m
Luiz Felipe Faria
Daniel Nascimento de Farias
Arthur Penha Corbo
Gabriel de Souza Linhares
Pedro Crespo Monteiro Lima

Four Skiff Júnior B – 1.500m
Lucas Vertheim Ferreira
Bernardo Timm Boggian
Daniel Afonso Kelly da Silva
Gabriel de Thuim Ribeiro da Gama

Double Skiff Peso Leve – 2.000m
Aílson Eráclito da Silva
Diego Donizette Nazário

Four Skiff Sub-23 – 2.000m
Guilherme Ricardo Gomes
Daivid Faria de Souza
José Antônio Barchilon de Castro
Felipe Soares da Silva

Double Skiff Júnior A – 2.000m
Carlos Alberto Ferreira Santos
Uncas Tales Batista

8 Com Aberta – 2.000m
Fábio José Santana Moreira
Anderson Nocetti
Felipe Soares da Silva
Armando Max Conceição Ribeiro
Hélder Quirino d’Ávila de Lima
José Antônio Barchilon de Castro
William Siva Calixto
Célio Dias Amorim
Tiago de Melo Castro 

COLOCAÇÃO DO BOTAFOGO NA 6ª REGATA – 2º LUGAR – 184 pontos

Classificação final do Campeonato Estadual de Remo de 2014:
1º lugar (bicampeão) – Botafogo – 818 pontos.
2º lugar – Flamengo – 758 pontos.
3º lugar – Vasco da Gama – 188 pontos.
4º lugar – Escola Naval – 47 pontos.

Técnico campeão: Paulo Vinícius.

[Fontes: site oficial do Botafogo F.R., www.frerj.com.br e site ‘Remo em Voga’.] 

Caricatura 07 – Nariz

por Claudio Falcão

Nossa série prossegue com uma caricatura de 1941 do nosso antigo zagueiro Nariz, que atuou no Clube entre 1934 e 1941, tendo se sagrado campeão carioca de 1935 e participado da copa do mundo de 1938 com a seleção brasileira.

Seu nome era Álvaro Lopes Cançado, e o mesmo também foi médico do Botafogo (leia mais em http://datafogo.blogspot.com.br/2010/03/botafogo-um-clube-de-atletas-medicos.html).

Caricaturista: Páez Torres – 1941
(fonte: Diário Carioca)

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Como Garrincha chegou e estreou no Botafogo

pesquisa de Claudio Falcão

Surgiu no Botafogo um Ponteiro Espetacular”: assim o periódico ‘Diário da Noite’ sabiamente noticiava, em sua edição de 11 de junho de 1953, a chegada ao Botafogo daquele que até hoje é considerado o melhor ponteiro-direito da história do futebol mundial, ‘Mané’ Garrincha, o ‘Anjo das Pernas Tortas’, na ocasião equivocadamente chamado de Gualicho, nome do veloz cavalo campeão do Grande Prêmio Brasil (1952), bicampeão do Grande Prêmio São Paulo (1952-1953), e que ainda se tornaria bicampeão do Grande Prêmio Brasil (agosto/1953), trazido então das colunas de turfe para as de futebol, e que era conhecido como ‘O Fabuloso’. Premonição?

Mas vejam adiante a matéria em sua totalidade.

(Diário da Noite, 11/06/1953)

E a seguir, vejam como o mesmo periódico noticiou a estreia de Garrincha na equipe principal do Botafogo, quando assinalou três gols, na vitória do Glorioso sobre o Bonsucesso por 6 a 3 (os outros gols alvinegros foram marcados por Vinícius, uma vez e Dino, duas vezes).

(Diário da Noite, 20/07/1953)

E adiante leiam a matéria do ‘Diário Carioca’, por ocasião da partida de estreia de Garrincha.

(Diário Carioca, 21/07/1953)

domingo, 12 de outubro de 2014

Caricatura 06 – Russinho

pesquisa de Claudio Falcão

Hoje são publicadas, aqui no DataFogo, três caricaturas do antigo atacante alvinegro Russinho, o ‘Perigo Amarelo’, cujo nome era Moacyr de Siqueira Queiroz, o qual veio para o Clube em julho/1935, tendo atuado com a camisa botafoguense até 1937, isto embora também tenha jogado em 1932 pelo Glorioso, emprestado pelo C.R. Vasco da Gama.

Foi campeão carioca pelo Botafogo em 1935.


Ano: 1932
(imagem: Diário da Noite 

gentilmente cedida por Rui Moura,
do blog Mundo Botafogo)

Caricaturista: G. Veiga – 1935
(fonte: Jornal dos Sports)
Caricaturista: Nássara – 1935
(fonte: Jornal dos Sports)

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Representante Botafoguense nas Corridas de São Silvestre de 1950 e 1951

pesquisa de Claudio Falcão

Continuando em sua saga vencedora, o fundista do Botafogo F.R., Geraldo Caetano Felipe, conquistou o tetracampeonato da Preliminar Carioca para a Corrida Internacional de São Silvestre.

Na postagem feita na última quarta-feira, focalizei as vitórias de Geraldo nas provas de 1948 e 1949, deixando para hoje a abordagem das vitórias do famoso atleta nos anos de 1950 e 1951.

A III Preliminar Carioca para a tradicional Corrida de São Silvestre foi disputada a 10 de dezembro de 1950, ainda na distância de 5.000 metros (do nº 360 da Av. Vieira Souto – Ipanema até o Lido – Copacabana), tendo se classificado pela terceira vez em 1º lugar Geraldo Caetano Felipe, com o tempo de 13’59”4/5, chegando em seguida o atleta Jansen da Costa Lopes, do C.R. Vasco da Gama.

Chegada de Geraldo Caetano Felipe na competição de 1950
(imagem: Diário de Notícias, 12/12/1950)

Na XXVI Corrida de São Silvestre, disputada em São Paulo na noite de 31 de dezembro de 1950, o vencedor foi o competidor belga Lucien Theys, tendo Geraldo Caetano se colocado em terceiro lugar, tornando-se o brasileiro melhor classificado na prova naquele ano.

Já a IV Preliminar Carioca ocorreu a 9 de dezembro de 1951, com o mesmo percurso dos anos anteriores, e pela quarta vez consecutiva o vencedor foi o atleta botafoguense Geraldo Caetano Felipe, com o tempo de 14’22”7, seguido por Marcelino Guanabara, também competidor do Glorioso.

E na XXVII Corrida de São Silvestre, a 31 de dezembro de 1951, para uma distância de 7.000 metros, o atleta vitorioso foi o alemão Eric Krucziky, chegando o botafoguense Geraldo Caetano em oitavo lugar na classificação geral, o segundo competidor brasileiro melhor colocado naquele ano.  

[Fontes: Diário de Notícias, 10/12 e 12/12/1950, 03/01/1951, 09/12 e 11/12/1951 e 03/01/1952.]   

domingo, 5 de outubro de 2014

Caricatura 05 – Leônidas da Silva

pesquisa de Claudio Falcão

O retratado de hoje é o fabuloso atacante Leônidas da Silva, o ‘Diamante Negro’, que veio para o Botafogo em junho de 1935, atuando pelo Clube até julho do ano seguinte.

Sagrou-se campeão carioca de 1935 pelo Alvinegro carioca, tendo também participado da vitoriosa excursão do Glorioso à América do Norte em 1936.

Leônidas ainda atuou pela seleção brasileira nas copas do mundo de 1934 e 1938.


Ano: 1935
(imagem: Jornal dos Sports)

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Representante Botafoguense nas Corridas de São Silvestre de 1948 e 1949

pesquisa de Claudio Falcão

Realizou-se na manhã de 12 de dezembro de 1948, coincidentemente a data da finalíssima do Campeonato Carioca de Futebol daquele ano, conquistado pelo Botafogo, a chamada ‘I Preliminar Carioca’ da Corrida Internacional de São Silvestre, patrocinada pelo periódico ‘Diário de Notícias’, do Rio de Janeiro.

Tal corrida preliminar, na distância de 5.000 metros, serviu para classificar o atleta do então Distrito Federal, que representaria oficialmente o Rio de Janeiro na tradicional competição de São Silvestre.

A largada ocorreu no nº 344 da Av. Vieira Souto – Ipanema e a chegada aconteceu na Praça do Lido – Copacabana. 

Os dois primeiros classificados na prova carioca foram representantes do Botafogo F.R.: 1º lugar – Geraldo Caetano Felipe, com o tempo de 14’25” e 2º lugar – Ricardo Batista da Silva. Ambos fizeram jus a medalhas oferecidas pelo já mencionado ‘Diário de Notícias’ e também pela ‘Gazeta Esportiva’, de São Paulo, promotora da São Silvestre. Outro corredor botafoguense, Sebastião Alves Rabelo, colocou-se em 22º lugar.

Geraldo Caetano Felipe, ladeado por Ricardo Batista da Silva
pelo representante do Fluminense 
(imagem: Diário de Notícias, 15/12/1948)

Na noite de 31 de dezembro de 1948, em São Paulo, foi disputada a XXIV Corrida de São Silvestre, para uma distância de 7.000 metros, na qual foi vitorioso o representante do Chile, Raúl Inostroza, com o tempo de 22’18”2, tendo Geraldo Caetano Felipe, com o tempo de 22’41”, se classificado em 4º lugar, sendo o atleta brasileiro melhor colocado naquele ano.

A ‘dobradinha’ seria repetida no ano seguinte, pois a 11 de dezembro de 1949, na mesma distância e mesmo percurso que no ano anterior, Geraldo Caetano Felipe, com o tempo de 14’13”4/5 e Ricardo Batista da Silva, que marcou 14’35”, ambos mais uma vez representando o Botafogo, classificaram-se respectivamente em 1º e 2º lugar na ‘II Preparatória Carioca’ para a Corrida Internacional de São Silvestre.

Geraldo Caetano Felipe sendo cumprimentado após sua 
segunda vitória consecutiva, agora em 1949
(imagem: Diário de Notícias, 14/12/1949)

(Imagem: Diário de Notícias, 22/12/1949) 

Já na XXV Corrida de São Silvestre, em São Paulo, a 31 de dezembro de 1949, Geraldo colocou-se em 13º lugar.

[Fontes: Diário de Notícias, várias edições de 1948 e 1949; A Noite, 14/12/1948, 03/01/1949 e 02/01/1950 e Revista ‘Botafogo’, nº 88, de janeiro/1950.]